X
X

Diário da Região

10/07/2016 - 00h00min

BOLA & BATOM

Bagunça generalizada

BOLA & BATOM

Orlandeli NULL
NULL

Os seis primeiros meses do ano já se foram. E com eles, muitas coisas aconteceram e o que parecia provável e certo, está um pouco fora dos eixos. A Argentina perdeu nos pênaltis pela segunda vez consecutiva a final da Copa América para o Chile.

O astro Messi, por enquanto, não irá jogar mais pela sua seleção. Ele que acumula uma galeria incrível de conquistas pelo Barcelona, ainda não conseguiu levar o time argentino ao topo do pódio em nenhuma competição.

Na Eurocopa, um país sem grandes tradições futebolísticas, a Islândia, ganhou de grandes, como a Inglaterra, e a França derrotou a temida Alemanha. Só os resta saber se Cristiano Ronaldo irá alcançar mais alguns recordes dentro da competição.

No Brasil, os Jogos Olímpicos Rio 2016 estão a menos de um mês para se iniciar, até então, com todas as instalações sob controle, mas os escândalos começaram a acontecer. Remadores portugueses declararam que nunca competiram em um lugar tão sujo, em todo o mundo, como no Rio.

Emissoras de TV da Alemanha mandaram seus equipamentos para a transmissão do evento e foram roubadas. Após mostrarem sua indignação com o ocorrido para todo o mundo, e ficarmos manchados mais uma vez, a carga com os equipamentos foi encontrada, aparentemente intacta.

Atleta paraolímpico internacional, que faz sua preparação na cidade, foi roubado e seus equipamentos, nunca mais apareceram e o comitê de seu país quer uma retratação do governo local diante o ocorrido.

Aqui mesmo, a corrupção chegou aos atletas brasileiros. Fraudes e mais fraudes. Atletas que foram “beneficiados” pelas leis para o esporte e não tiveram conhecimento sobre isso e continuam em condições precárias para disputar os Jogos. Diante de todos esses acontecimentos, me pergunto: Será que tem mais alguma coisa de ruim para acontecer?

Mas no fundo, não quero muito me preocupar com isso. Registro minha mais profunda indignação, mas eu estabeleci que vou destinar as minhas melhores energias aos atletas brasileiros que lutam e se dedicam muito para elevar o nome deste País, mesmo não tendo o reconhecimento que merecem.

Vou aproveitar o momento e fazer mais algumas reflexões sobre o Brasil, sobre o esporte, mas uma certeza eu tenho: os nossos atletas são muitos superiores aos demais, pois mesmo sem nenhuma condição, vão mostrar o seu potencial.

Quero ressaltar que o momento é realmente tão bagunçado que depois de anos como coadjuvante até o Palmeiras é o líder do Campeonato Brasileiro (brincadeira!, também sou palmeirense). Até a próxima.

Mariana Mardegan é campeã nacional de peteca e educadora física

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso