X
X

Diário da Região

Blogs
Bate Panela com Larissa


Da Sexta-Feira Santa ao Domingo de Páscoa, saiba o que levar à mesa
quinta-feira, 24/03/16, às 00:00, por
Compartilhe

Mesmo que não tenha seguido à risca a tradição de abstinência de carne vermelha, doces e bebidas alcoólicas, a maioria dos brasileiros cristãos acaba comendo peixe na Sexta-feira Santa, já que o animal tem sangue frio. E o bacalhau é o pescado mais consumido nesta data. O hábito de consumo do bacalhau nesta data está relacionado à corte portuguesa, que trouxe o costume para o Brasil.

Vale ressaltar que bacalhau não é um tipo de peixe e, sim, o resultado de um processo de salga. Culturalmente, o bacalhau sempre foi considerado um produto caro. Por isso, em muitos lares brasileiros entra em cena a falsa bacalhoada, em que o bacalhau é substituído por outro pescado, como tilápia ou filé de merluza. O prato costuma render bastante.

Mas se a opção é curtir o feriado longe da cozinha, restaurantes e rotisserias de Rio Preto investiram em um cardápio específico para a data. O restaurante Bambina é uma boa escolha para quem deseja saborear um bacalhau tradicional. Além de pratos com frutos do mar e outros peixes.

A Lig Massas Rotisseria montou um cardápio especial para a Sexta-feira Santa e o Domingo de Páscoa, com opções de saladas, pratos principais e sobremesas. Destaque para o ravióli de bacalhau ao molho bechamel com parmesão. As encomendas podem ser feitas até às 18h de hoje (24). Na choperia Zero Grau, tem almoço especial, com rodízio de bacalhau do porto e buffet de pratos quentes, como salmão com crosta de coco e pesto e camarão na cama de mandioquinha.

 

Restaurante El Toro, pernil de cordeiro - 24032016 Restaurante El Toro investe no pernil de cordeiro, com brócolis, batatas rústicas e molho musseline de hortelã. Outra opção é o franch - um talharim ao alho e óleo e costelinha de cordeiro

Cordeiro

Livre de qualquer obrigação religiosa de jejum ou abstinência, a refeição do domingo deve ser farta e ter uma boa opção de carne vermelha, recomendam especialistas em gastronomia. Afinal, é no Domingo de Páscoa que se comemora a Ressurreição de Cristo.

Apesar de não haver um prato tradicional, o cordeiro é uma carne com a cara da Páscoa, especialmente pela simbologia religiosa - os judeus, tradicionalmente, sacrificavam um cordeiro na data; para os cristãos, Jesus é chamado de Cordeiro Pascal, por ter se entregado em sacrifício.

O maitre Eduardo Nunes, do restaurante uruguaio El Toro, indica o pernil de cordeiro ou o franch. O primeiro é composto de 2 quilos de pernil de cordeiro, brócolis e batatas rústicas, com molho musseline de hortelã. Já o franch é um talharim feito na casa, ao alho e óleo e costelinha de cordeiro.

Solidário

No domingo, o almoço na choperia Zero Grau será solidário. Parte da renda arrecadada com o tradicional rodízio de picanha será revertida para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). O almoço custa R$ 59,90 por pessoa.

 

No blog Bate Panela com Larissa você confere uma receita completa de falsa bacalhoada. Veja vídeo 

 

 

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso