X
X

Diário da Região

10/09/2017 - 00h00min

Batalha Le Grand Chef

Cozinha é lugar para mudar a vida

Batalha Le Grand Chef

Johnny Torres Ana Paula venceu a 1ª batalha e agora constrói seu restaurante
Ana Paula venceu a 1ª batalha e agora constrói seu restaurante

Mais que um simples concurso gastronômico, a Batalha Le Grand Chef é um cenário onde pessoas tentam realizar o sonho de suas vidas, uma chance de transformar suas próprias histórias e de construir um futuro melhor. Quando a nutricionista Ana Paula de Souza Reis inscreveu-se para participar da primeira edição da Batalha, em 2016, não imaginava os desafios que precisaria enfrentar. 

Ela tinha em delivery de refeições saudáveis em Ibirá e decidiu participar do concurso para agregar conhecimentos à sua experiência de cozinha. “As mudanças na minha vida em relação a Batalha começaram a acontecer desde que eu ainda estava participando, pois a cada etapa eu aprendia alguma coisa nova com os chefes e principalmente pude adquirir mais auto conhecimento”, comenta.

Ela acabou levando prêmio principal e agora está fazendo o curso profissionalizante e garante que está sendo uma “experiência maravilhosa. A cada aula fica mais claro o meu amor e admiração pela gastronomia e os conhecimentos adquiridos em aula são diariamente aplicados no meu estabelecimento”, conta. Esta prática tem otimizado seu trabalho desde a elaboração dos cardápios até o produto final.

Ana Paula explica que não apenas a parte técnica foi importante para seu aprendizado, mas também ensinamentos sobre persistência, criatividade, humildade e trabalho em equipe. “Todos esses valores foram fundamentais para que eu conseguisse passar por cada etapa da Batalha e eles continuam fazendo parte do meu dia a dia dentro do meu negócio e da minha vida também”, diz.

Ela conta, por exemplo, que é preciso usar de muita criatividade na elaboração dos cardápios para ter um diferencial diante dos outros estabelecimentos do mesmo segmento. “A humildade também é muito importante, pois jamais devemos subestimar nossos concorrentes.” Outra situação é a persistência para um cozinheiro profissional pois, apesar do desgaste mental, há muito desgaste físico dentro de uma cozinha profissional, e aí entra outra questão: o amor pela cozinha. “Ao meu ver só consegue trabalhar com isso quem realmente ama o que faz porque apesar, de estar na moda e as pessoas acharem glamouroso ser chef de cozinha, na prática e tudo bem diferente.”

Os planos não param. Ana Paula está construindo seu restaurante, o Bistrô Dona Quinhas. “Creio que até o final do curso estarei fazendo a inauguração e com isso, realizando mais um sonho, que é ter meu negócio próprio”, afirma. “Como estou construindo o espaço físico do meu estabelecimento, minhas perspectivas sobre esse projeto mudaram muito, pois hoje consigo ter uma visão mais técnica do negócio, que antes era mais amadora”

 

Lucrécia - 10092017 Lucrécia já viveu nas ruas e agora quer encontrar uma profissão

Esperança

Entre os candidatos inscritos para a Batalha deste ano também há várias pessoas que veem no concurso a chance de conquistar um futuro melhor. Uma dela é Lucrécia de Mello, que se inscreveu e, na sua prova de seleção, apresentou aos juízes um bolo rosa de creme com cerejas. Ela reside em Jales, na região de Rio Preto, e não se importou com a viagem de 4 horas de ônibus que tem de fazer para tentar uma vaga no concurso.

Natural de Sorocaba, Lucrécia nasceu em uma família desestruturada. Sem pai conhecido, ela foi abandonada pela mãe ainda pequena e passava a maior parte do tempo na rua, juntamente com o irmão, pois seus parentes não cuidavam dela. Para terem o que comer, o irmão furtava até que acabou recolhido. Com sete anos, a menina foi adotada por uma família, que mudou-se para Bertioga, litoral paulista.

Aos 10 anos, cansada de desentendimentos com a mãe adotiva, saiu de casa. “No mesmo dia que sai conheci o crack”, lembra. Viveu na rua e em favelas até os 15 anos. Sofreu violência de traficantes e foi acolhida por casal de evangélicos, que a ajudou no momento mais difícil de sua vida. “Muitas vezes pensei em tirar minha vida. Entrava drogada no mar, mas acabava saindo da água sem nada acontecer.” Aos 16 anos, conheceu o pai de seu filho. Estiveram juntos alguns anos, até ele morrer por problemas de saúde. Foi por causa de seu filho que ela teve forças para deixar as drogas. A última vez que fez uso do crack foi aos 18 anos.

De volta a Sorocaba, ela trabalhou um tempo como ajudante em uma confeitaria da cidade e acabou fazendo bolos para vender na rua. Já com seu segundo marido, retornou a Jales há cerca de dois anos, onde dá aulas de como fazer bolos como voluntária em um programa da prefeitura. “Não tenho curso nem concluí meus estudos, mas divido com eles o que aprendi”, conta.

Lucrécia tem esperança de que, se conquistar o prêmio da batalha, poderá fazer o curso profissionalizante de chef e, assim, mudar a vida sua e de sua família para melhor. Atualmente, vivem com ela seu marido e três filhos de 16, 12 e 4 anos. “Se eu conseguir vencer a Batalha vai mudar tudo”, afirma. “Vou ter uma profissão. Não tenho orgulho do meu passado, mas também não tenho vergonha. Quero chegar amanhã e dizer: venci.”

 

Site de inscrições para a 2ª Batalha - 10092017 Tela do site onde são realizadas as inscrições para a 2ª Batalha

Ainda dá tempo para participar da 2ª Batalha

As provas seletivas para a 2ª Edição da Batalha Le Grand Chef já começaram, mas ainda dá tempo de se inscrever para participar a competição culinária mais importante do ano em Rio Preto. Neste ano, o concurso também abrirá espaço para aulas gratuitas para o público com os chefs Kleber Lemechewsky, e Marlon Spinelli. O concurso é promovido por Diário da Região, Shopping Iguatemi Rio Preto e Le Grand Chef Escola de Gastronomia, com apoio da Austrini Móveis Planejados.

As inscrições para a Batalha podem ser realizadas no site www.batalhalegrandchef.com.br. Podem participar pessoas maiores de 16 anos de idade, de ambos os sexos. A taxa de inscrição é de R$ 30. Os inscritos serão selecionados pelos responsáveis da escola Le Grand Chef e os escolhidos participarão das batalhas em grupo e individuais ao longo da competição. As provas do concurso vão ser realizadas em um espaço privilegiado cedido pelo shopping próximo à entrada principal. Ao todo, estão previstas oito etapas. A primeira compreende o processo de seleção e acontecerá até dia 10 de outubro. A final acontecerá no dia 1º de dezembro deste ano.

Os pratos serão avaliados pelos chefs Kleber Lemechewsky e Marlon Spinelli, além de Felipe Furquim de Faria, diretor da Le Grand Chef. Além deles, jurados especiais serão convidados a formarem a banca julgadora em diferentes provas. Quem vencer a Batalha levará como prêmio uma bolsa integral no curso Chef Profissionalizante no valor de R$ 9 mil, com duração de 18 meses naquela Escola. O segundo colocado receberá uma bolsa integral no Curso Gourmet ou 30% de desconto no curso Chef Profissionalizante.

Aulas gourmets

Durante as quatro semanas seguidas e, que serão realizadas as probas da Batalha, os chefs da escola Le Grand Chef vão dar aulas gratuitas para pessoas interessadas em culinária gourmet. As atividades serão realizadas na cozinha da Batalha, especialmente instalada no Shopping Iguatemi Rio Preto, com dicas de gastronomia e passo a passo na confecção de pratos.

A abertura destas aulas ao público tem objetivo de levar a cultura gastronômica para as pessoas que se interessam pela atividade, estimulando as boas práticas e a criatividade no planejamento e na confecção de pratos saborosos e bem apresentados. Para participar, a pessoa precisará fazer sua inscrição pela internet. Serão abertas 50 vagas para cada aula. As inscrições para estas atividades serão abertas proximamente ao início da Batalha.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso