X
X

Diário da Região

27/10/2016 - 00h00min

Artigo

Voto proporcional

Artigo

Nosso sistema eleitoral tem defeitos e incongruências que subvertem e acabam por falsear/anular a vontade do eleitor manifestada nas urnas.

O voto proporcional para os legislativos (Senado, Câmara Federal, Assembleias e Câmaras Municipais) provoca distorções homéricas.

Em todos esses certames, ridiculamente chamados de cívicos, os candidatos com poucas chances, que os próprios líderes apelidam depreciativamente de “colonos”, enchem o papo não de prosaicas galinhas, mas de solertes raposas velhas, experimentadas em falcatruas e manipulações.

Eles, os ditos colonos, entram na roubada iludidos pela própria asnice e fissura vaidosa de vir a ser uma de tantas incelências.

O que fazem ao cabo nada mais é que carrear votos para a legenda. Que serão depois alocados a outros, dentro do critério furado de proporcionalidade.

Em Mirassol, um ex-vereador por duas legislaturas tem obtido votações muito expressivas sem chegar lá outra vez, dado o azar de estar filiado a legenda forte. Bom colono no frigir dos ovos, inclusive os dele.

A par dessa mazela, existe outra pior. Um sujeito cacifado não de votos, mas de grana, pode eleger-se alhures com a compra dos votos e vontades de seus muitos cabos eleitorais, remunerados pelo “serviço” e bem controlados e fiscalizados por meio do registro prévio de seus títulos e seções em que votam.

Outra miséria é que o candidato, em todo o Brasil, precisa pertencer a um partido pelo menos um ano antes do pleito. Isto deságua no que chamam de lista fechada de nulidades e oportunistas, os colonos e as raposas.

Nas cidades pequenas, a gana pelo salário alto para os padrões locais, bem como a vida mansa recheada de símbolos bobocas e anacrônicos (terno e gravata, protocolo ridículo e balofo, tratamento pomposo e outras práticas apenas risíveis, etc.) atraem basbaques e ladinos.

Gente que às vezes tem até dificuldade de leitura de textos simples. Que se dirá então da capacidade para exercer a função mais nobre e também mais complexa do cargo de vereador, que é fiscalizar o Executivo.

Vi aqui poucos, muito poucos capazes de analisar os balancetes que a prefeitura lhes remete mensalmente. Menos ainda quem, sendo capaz, quisesse encarar a arenosa posto que fundamental tarefa.

Há ainda o aspecto deprimente da tortura a que submetem nossa língua nos pronunciamentos da tribuna, sai uma leva entra outra de edis nas 5.650 câmaras do País.

O remédio para essa acabrunhante realidade passa pela total renovação da classe política viciada nesse ramerrão, pela adoção do voto distrital com recall, das candidaturas independentes que desobrigarão do vexame de passar pela esterqueira dos partidos (isto mesmo, esterqueira, porque desde blackout moral do PT em 2005, todos abrigam bandidagem que uns mofinos senhores dignos apenas enfeitam). Dita reforma, algo que dá arrepios em muita gente.

Medidas assim poderiam atrair melhores quadros, gente de caráter ilibado, de visão sistêmica, sabedores do que significa munus publico. Cidadãos com capacidade e disposição para exercê-lo. Amém.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso