X
X

Diário da Região

30/04/2016 - 00h00min

Painel de Ideias

Questão de ordem

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Assisti inteira à sessão da comissão especial do Impeachment no Senado, que aprovou o relator e o calendário dos trabalhos. Meu sangue gelava. Eu corava. Ao vivo é fogo. Parecia que era eu quem estava lá dando ou recebendo bordoada. Vergonha alheia. Estilingadas certeiras, pedras afiadas rebentavam sem dó. Todas inseridas no contexto de umas tais “Questões de Ordem”. O recurso é utilizado pelos senadores para suscitar dúvida da interpretação ou aplicação do regimento para a matéria discutida.

Nem foi aberta a sessão, alguém já invocou uma questão de ordem. A partir daí foi uma birrice encadeada na outra. Coisa de doido... Pelo em ovo. Idiossincrasia de todas as cores e siglas. Diz que me diz. Ironias. Risos nervosos. Raposices. Estratégias rapinas. Me lembrou cenas familiares, quando filhos eram crianças.

Proposta a pauta, sempre um dos dois (ou os dois) entrava com uma questão de ordem: “– por que tem que ser assim? Mas você não disse que seria assado? Se eu não posso por que meu irmão pode?”

Para a propositura da questão, eu lembrava o regimento doméstico, já com o parecer técnico da coisa. Geralmente se conformavam, não sem muita argumentação e protestos. Vi os dois lados - a favor e contra o impeachment - trabalharem duro. Horas de blábláblá. Para cada situação, uma nova leva de questões de ordem, algumas com sentido, outras enunciadas só mesmo na tentativa de atravancar o trabalho.

Imaginei o quanto seria maravilhoso se o brasileiro comum pudesse apresentar questões de ordem sobre tudo o que nos atos do governo lhe suscitar dúvida, confusão ou descontentamento! Suprassumo da felicidade, céu em terra! Para cada sacanagem, um tsunami de questões de ordem! “Como assim, aumento do combustível?! Como assim não tem iluminação na minha rua? Por que falta policiamento na cidade? Como não tem médico nem remédio no posto de saúde? Questão de ordem, excelência, questão de ordem aqui!

Sim, do lado de cá tem gente com as mesmas necessidades básicas, direito à dignidade e respeito que você! Questão de ordem para a Educação, toda detonada. Como assim roubou?! Eu pago vossa excelência pra trabalhar pra mim, e não me trapacear! Questão de ordem aqui, por favor, não pode nos roubar, verifique nos seus estatutos e regimentos. É tão simples, ora, ora faça-me o favor!!!”

E assim iríamos numa tribuna livre e abençoada, corrigindo distorções, assaltos, indignidades, injustiças. Nesse sistema de governo utópico que acabo de criar, haveria – por questão de ordem – um número definido de questões de ordem por pessoa. Imaginação voa ligeira e alto. Despencada da bestagem, volto à terra e penso no legado dessa crise. Conseguiremos ser éticos, civilizados, generosos, e solidários? Um pouco melhores, enfim? Essa é a nossa única e maior questão de ordem.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso