Diário da Região

09/01/2004 - 00h06min

Por um País justo em 2022

O grande desafio da sociedade brasileira e de seus governantes é chegar aos 200 anos da independência do Brasil, em 2022, como um País socialmente justo, do qual possamos nos orgulhar. Não se pode desconhecer que continuamos a ser o País dos privilégios e injustiças, como mostram as estatísticas nacionais e internacionais. Mudar essa situação exige muito mais do que as ações do governo federal, do Congresso Nacional, do Poder Judiciário e das instâncias estaduais e municipais de poder. É preciso um projeto do longo prazo, com o horizonte em 1882 + 200 e o engajamento da sociedade. É com esse objetivo que o PNBE - Pensamento Nacional das Bases Empresariais - está desenvolvendo o Projeto Brasil 2022 - ?Do País que Temos para o País que Queremos?. Queremos sensibilizar outras organizações a colaborar na definição dos horizontes desejáveis, para superar os obstáculos à transformação num Brasil mais justo, nos 19 anos que nos restam. O começo do projeto é um diagnóstico do que é necessário mudar. O diagnóstico implica reconhecer que cada um, que não pertence ao grupo dos 30, 40 ou 50 milhões de excluídos, é um beneficiário de privilégios que não se sustentam num país igualitário. Há exemplos de injustiças legais em todas as áreas. Na Previdência, a aposentadoria antes dos 60 anos, a não ser por doença, acidente ou periculosidade real, é uma vantagem indevida; na área de governo e na política, os exemplos incluem a nomeação de um número gigantesco de cargos de confiança pelos governantes passando por cima dos concursos públicos; na área educacional, as classes mais abastadas têm universidade de graça e os com menos recursos pagam seus cursos.

Na área tributária, há o predomínio dos impostos indiretos e uma carga excessiva, que governantes não param de aumentar, estimulando a sonegação, outra forma de injustiça. Na área penal, há leis inadequadas e um sistema policial e penitenciário ineficiente, quando não corrupto. Na área trabalhista, uma legislação complexa inibe a criação de empregos e não protege a metade dos que trabalham sem registro. Identificado o que precisa ser corrigido, a segunda etapa do projeto é definir os parâmetros do Brasil que queremos. E a terceira estabelecer etapas e prazos para a transformação, lembrando que as mudanças vão impactar privilegiados, e encontrarão resistência. Por isso é preciso a mobilização da sociedade e visão de longo prazo para estabelecer as etapas das mudanças uma vez que a ruptura brusca dos privilégios é complicada e certamente trará problemas com a Justiça. A colaboração da mídia é fundamental para o sucesso do projeto de mudar o Brasil, mostrando as injustiças existentes e como é possível corrigi-las até 2022. E é essencial o engajamento das lideranças intelectuais, universitárias, jurídicas, empresariais, sindicais e sociais, e de cada pessoa em particular. Sem deixar de lado a defesa dos interesses do seu grupo, as pessoas precisam abrir espaço para contribuir com ideais e ações na construção até 2002 de um País socialmente justo e economicamente forte.

MARIO ERNESTO HUMBERG
Coordenador-geral do PNBE, consultor e conferencista empresarial e autor do livro ?Ética na Política e na Empresa?

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso