X
X

Diário da Região

25/10/2016 - 00h00min

Artigo

Os rankings do Enem

Artigo

Johnny Torres NULL
NULL

O Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) liberou no dia 4 de outubro, os dados por escola do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cada escola recebe uma nota, que é igual a média das notas de todos os seus alunos que prestam o Enem.

Esses dados passam a se conformar em rankings que são divulgados pelos meios de comunicação e servem para algumas escolas, gestores públicos ou privados ostentarem oportunisticamente suas posições, com o objetivo de promovê-las apresentando dados que nem sempre estão contextualizados.

Não podemos negar que de modo geral, os famosos rankings que são divulgados pela imprensa, despertam interesse da sociedade, ao mesmo tempo em que são criticados por boa parcela dos educadores. Pais e alunos acabam utilizando os dados como um indicador da escola a escolher, da mesma forma, diretores e professores parecem sofrer pressões da comunidade escolar, em caso de um resultado considerado insatisfatório. E isso acontece porque os rankings são expostos como uma peça de propaganda, não apresentando senão “meias verdades”.

O primeiro problema é que não podemos reduzir a avaliação das escolas apenas ao desempenho da média de seus alunos em uma singular prova, desconsiderando-se, assim, vários outros fatores essenciais das escolas e da formação educacional do aluno.

Infelizmente não existe uma avaliação capaz de captar habilidades que são tão ou mais importantes para o sucesso na vida adulta quanto o desempenho de um jovem numa prova. Por exemplo, o ensino de valores acaba por dar integridade e coerência às pessoas fazendo com que outras pessoas se comprometam e cooperem com elas. Essas habilidades socioemocionais, como a competência de trabalhar em grupo, suportar bem as frustrações, ultrapassar obstáculos, flexibilidade, iniciativa, liderança entre outras características valorizadas socialmente faz com que os jovens tenham mais sucesso na vida adulta do que uma prova de habilidades como a avaliação do Enem. Mas ainda não fomos capazes de criar uma prova que avalie essas todas as habilidades, menos ainda as mais importantes.

O Enem é muito importante, mas não pode ser utilizado como único parâmetro da qualidade da educação de todo o ensino médio. É fato constatado por inúmeros especialistas educacionais que o nível socioeconômico dos alunos e a escolaridade dos pais são elementos que tem um grande impacto na nota de uma escola. O que acaba por confirmar que há fatores da nota da escola que não têm nada a ver com o ensino da escola.

É injusto comparar escolas que atendem alunos de renda mais baixa com alunos de classes mais altas. A avaliação precisa ser feita, a partir de comparações mais precisas entre escolas que recebem o mesmo perfil de estudante. Muitas escolas privadas selecionam os alunos que vão prestar o exame, escolhendo apenas os melhores nas habilidades exigidas pelo Enem, chegando a “convidar” a sair da escola estudantes de desempenho mais baixo. No caso das escolas públicas federais ou técnicas estaduais que aparecem melhor no ranking também temos a evidencia que o bom rendimento do aluno não está ligado apenas e necessariamente à qualidade do ensino, mas a seleção e exclusão dos estudantes nos chamados vestibulinhos.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso