X
X

Diário da Região

10/09/2017 - 00h00min

Artigo

Olimpíadas: a gente sabia

Artigo

NULL NULL
NULL

Quando se anunciou a compra de votos para a realização dos Jogos Olímpicos no Rio, com buscas na casa do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, as notícias foram normais, com ares de escândalo, porém mais brandas do que o habitual.

Ora, num país em que tudo está à venda, desde a atuação do mais pacato deputado até o presidente da República, com movimentação de recursos que escapa à imaginação, certamente não seria o esporte a ficar de fora dessas práticas. Até no clube da esquina do qual você é sócio há problemas.

Quando você vê um jogador medíocre como Christian ir para o Grêmio, em negociação, no mínimo, estranha, dá o que pensar. Ele ganha no Corinthians algo próximo de 400 mil reais mensais e agora o clube vai desembolsar metade de seus salários, enquanto o Grêmio arcará com a outra metade. Algo semelhante já ocorrera com o centroavante Pato.

Também quando se nota a venda de um jogador jovem por certa quantia e sua imediata valorização na Europa, sabe-se que nem sempre os valores anunciados são reais. Há gente do futebol ganhando muito dinheiro por fora ou dividindo salários profissionais com os atletas. É triste a existência dessa suspeição.

Enfim, não vamos dar exemplo no mundo dos esportes. E todo mundo que trabalha no ramo, sem ser inteligente ou especialista, sabe disso. Quando da escolha da sede dos Jogos Olímpicos fiquei sabendo (desculpe o atrevido singular, mas é verdadeiro) que o Brasil encontrara a fórmula adequada para ganhar o jogo. Bastaria conseguir o segundo voto.

Explicamos: se o delegado estava comprometido, por exemplo, com Chicago, no escuro (dinheiro para isso não faltava) prometia-se certo valor, na maioria das vezes pagando antecipado, para que no segundo escrutínio aquele delegado votasse no Rio. É só procurar saber como se comportaram os delegados nas votações para se ter uma ideia dessa possibilidade. Não afirmamos, especulamos.

Na primeira votação o Rio teve 26 votos. Na segunda 46, sendo possíveis todos os 18 de Chicago (não mais no páreo) e mais dois (talvez de Tóquio que passou de 22 para 20). Na última rodada, a terceira, o Rio teve 66 votos, provavelmente mais todos os 20 dados a Tóquio. Ou seja, o Rio passou de 26 para 66, coincidentemente tendo a mais todos os votos de Tóquio e Chicago (22 mais 18).

Claro que isso pode ser imaginação ou chute, mas que sugere a compra de votos, ah! isso sugere. Claro que nem todos venderam e é possível que nos primeiros 26 votos do Rio já existissem alguns comprometimentos heterodoxos, principalmente de nossos vizinhos e da África. Agora, com algumas confirmações, essas teorias passam a ser consideradas bem prováveis.

Então, enquanto a grande imprensa noticia a provável compra de votos para termos os Jogos Olímpicos do Rio, pensa-se em outras denúncias sobre as sedes das Copas do Mundo de Futebol e dos Jogos de Inverno. Parece que já estão tomando providências para minimizar essa possibilidade para os Jogos Olímpicos. As sedes de 2024 e 2028, respectivamente Paris e Los Angeles, já foram anunciadas.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso