X
X

Diário da Região

14/02/2016 - 00h00min

artigo

O mundo em mutação -2

artigo

NULL NULL
NULL

Dando sequência ao assunto: por que algumas Nações são ricas e poderosas, enquanto outras são pobres e frágeis, veremos que as diferenças sutis, fazem a heterogeneidade persistir até os dias atuais tendendo a perpertuar-se.

Como exemplo descreverei a destruição do Império Inca, uma grande nação, que se estendia pelos territórios andinos, tendo como centro o Peru, herdeiro das tradições, porem incapaz de repetir a glória do passado.

A administração política e eixo das forças armadas, localizavam-se na capital: Cusco, o “Umbigo do Mundo" em quíchua, a língua nativa.

Tratava-se do maior império da América pré-colombiana, (antes da chegada de Cristovam Colombo), abrangendo quatro grandes territórios, com mais de 700 idiomas!

Discorrer sobre este povo, e sua cultura é atraente, porém, para não fugir ao foco, deixo a tarefa à curiosidade do leitor.

Em 1513 um camponês espanhol, Francisco Pizarro, um guardador de porcos, veio para o novo mundo com ideias de conquistador.

Após muitos fracassos, recebeu em 1529 de Carlos 5º da Espanha a autorização para conquistar e explorar as riquezas do Peru, nomeando-o Governador e Capitão Geral.

O ano de 1532 foi fatídico para o Império Inca.

Pizarro, acompanhado de seus irmãos, Hernando e Juan, além de uma pequena comitiva, chegando à primitiva cidade de Cajamarca, enviou mensageiros para convencer o Imperador Inca, a ter um encontro de paz, na praça da cidade. Atahualpa, do alto da sua divindade, pois era tido como filho do Deus Sol, decidiu que iria até o vale.

Foi acompanhado de 80.000 súditos, todos desarmados, cantando como se fossem a uma comemoração.

O Imperador não quis armar seu exército, pois, se vencesse uma eventual batalha só pela sua celestial presença, seria comparável aos deuses, um julgamento ingênuo, mostrando seu despreparo e desprezo, frente aos inimigos.

Pizarro dispondo de uma canhoneira, 62 homens a cavalo, e 106 na infantaria, todos com espadas de aço de Toledo, trucidaram mais de 7.000 incas e capturaram Atahualpa, depois que este, recebendo das mãos de Frei Vicente de Valverde a Bíblia Sagrada, sem saber do que se tratava, pois, jamais havia visto um livro, e muito menos uma palavra escrita, jogou-a ao solo, provocando a ira dos espanhóis.

Os que não morreram perfurados pelas espadas (Aço) ou pelas balas dos obuses (Armas), fugiram em disparada para as montanhas, levando consigo mais um inimigo sem alma e sem compaixão, a varíola (Germes) que os dizimou quase por completo.

Atahualpa tentou pagar seu resgate com ouro, em um volume tal, que daria para encher totalmente o quarto em que estava aprisionado, e outro tanto em prata, o que foi inútil, pois, Pizarro, obtida a recompensa, mandou executá-lo.

Esta história verdadeira, um autêntico massacre, repetiu-se à exaustão na conquista do novo Continente, habitado por mais de 20 milhões de nativos, dos quais poucos restaram.

A supremacia dos mais fortes, persistente até nossos dias, forjou-se ao longo de muitos séculos, quando há 12.500 anos, o nosso planeta sofreu uma enorme seca, obrigando os nômades caçadores coletores a fixar-se em terrenos férteis, perto de cursos de água e a domesticar animais e plantas.

Para conhecerem detalhes desta “aventura” sugiro que assistam os 3 vídeos: da “National Geographic”, Direção de Tim Lambert e supervisão de Jared Diamond. [https://goo.gl/eri1T5]

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso