X
X

Diário da Região

21/04/2015 - 00h33min

Artigo

O mártir Tiradentes

Artigo

Este ano, o País está comemorando o 223º ano da morte de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, considerado o Mártir da Independência. Nasceu em 1746, em Vila Rica (hoje Ouro Preto), em Minas Gerais. Desde jovem, tinha espírito nacionalista e patriótico. Aprendeu rapidamente o oficio odontológico de seu tio Sebastião Ferreira Leitão, daí ser conhecido com esse nome, atendendo todos aqueles que necessitavam, desde o rico até o mais humilde cidadão. Em 1775, com 29 anos, entrou na Guarda Oficial da Coroa portuguesa, em Minas, para ser alferes (hoje 2º tenente). Após vários anos de observação do movimento brasileiro separatista, Portugal começou a perceber o perigo de perder a posse da colônia brasileira, e ordenou ao Visconde de Barbacena, governador de Minas, para prender o líder que era Tiradentes, confirmada pela delação de seu pseudo-amigo Silvério dos Reis, o qual desejava resgatar a sua dívida com o governo português. Após três anos de prisão, foi prolatada a sentença de morte por enforcamento, a cabeça decepada e seu corpo esquartejado, expostos em postes altos em Vila Rica e cercanias, até que seu corpo desaparecesse por completo. Esse tipo de penalidade foi tão bárbaro, bestial e cruel que na época do Brasil Império nunca houve referência deste personagem, sendo somente comemorada a sua data após a proclamação da República. Com espírito ideal de sempre jurar pela liberdade e independência do País, a história desse personagem se perpetua com o lema criado pelos seus próprios aliados, isto é: "Libertas quae sera tamen" (Liberdade antes que tarde).

Se tentarmos estabelecer uma comparação com o governo atual, pode-se concluir, sem medo de errar, que a maioria dos deputados e senadores e a própria presidente, incluindo os diretores das empreiteiras, tiveram comportamento semelhante aos portugueses do século 18, como foi o assalto da Petrobras e congêneres. E o pior de tudo, o exemplo de dignidade e patriotismo de Tiradentes não foi suficiente para ser imitado. Agora na tentativa de corrigir os erros cometidos nesta última eleição da presidente, que a operação Lava Jato provou e comprovou que usaram dinheiro de propina para conseguir sua reeleição, o governo encontra-se atolado em crise política com o Congresso Nacional, entre elementos da sua ala governista e o PMDB, agora ocupando as presidências das duas casas do Congresso Nacional. Ainda mais, aquela promessa de reduzir os Ministérios não está acontecendo, a economia continua incontrolável (basta alguém fazer compras nos supermercados), as CPIs instaladas não conseguem terminar, observando-se que em toda a cúpula governamental continua o desconhecimento da seriedade, virtude que necessita sempre estar presente em qualquer governo. Diante desta situação, as passeatas continuam dando o seu grito de guerra como demonstração de revolta e descontentamento, e enquanto não houver nenhuma manifestação do Congresso Nacional e do Poder Judiciário, não está descartada para acontecer, tal como na França, a queda de Brasília, que a população brasileira tanto deseja para ter orgulho de seu País. 

NELSON NAGIB GABRIEL
Médico e advogado

 

<a href="https://www.diariodaregiaodigital.com.br/flip/" target="_blank"><b>>> Leia aqui o Diário da Região Digital</b></a>

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso