X
X

Diário da Região

06/05/2016 - 00h00min

Artigo

O legado do IPA

Artigo

NULL NULL
NULL

Desde a sua instalação, o antigo Instituto Penal Agrícola foi motivo de polêmicas em São José do Rio Preto. O fato de ter substituído uma escola de agronomia, então já criada e com prédio pronto, por imposição do governo estadual da época exercido por Jânio Quadros, dividiu opiniões e não foram poucos os que se manifestaram contra a troca.

Em sua história, foi palco de episódios cujo mais grave foi o assassinato de seu diretor, dr. Javert de Andrade, por um reeducando, João Pereira Lima. Este era famoso por ter liderado a rebelião da Ilha Anchieta, então um presídio de segurança máxima, localizado no litoral norte, nas proximidades de Ubatuba, e representava a demonstração da eficácia dos métodos de reeducação praticados no presídio aberto.

O fato mais recente, pouco anterior à sua desativação, foi a tentativa de se construir ali o Centro de Detenção Provisório, substituto do antigo Cadeião do Eldorado. O governo estadual da época, no ano 2000, muito sigilosamente iniciou a construção do prédio destinado ao CDP, sem o conhecimento da comunidade local. Descoberta a iniciativa, surgiu um movimento contrário e a Câmara Municipal se posicionou aprovando projeto de minha autoria, que proibia a construção de unidade prisional a menos de 5 quilômetros do perímetro urbano, o que inviabilizou a tentativa.

O prefeito da época, dr. Liberato Caboclo, desapropriou a área onde hoje está instalado o CDP, destinando-a ao Estado para a construção do presídio, complementando ainda recursos para as obras de infra estrutura.

Não fosse isso, teríamos, por obra e arte do PSDB de Mario Covas, o governador de então, o CDP na zona sul da cidade, o que teria inviabilizado tudo o que se construiu naquele setor nos anos que se seguiram, tais como shopping, condomínios e áreas muito valorizadas.

Surge agora outra polêmica. A grande área do IPA, que chegou a ter 400 alqueires desmembrados pouco a pouco para outras atividades mesmo antes de sua desativação, dentre elas o Recinto de Exposições, parte do Distrito Industrial e outras, ainda desperta interesse.

O governador Alckmin anuncia a venda de uma área remanescente, na busca de recursos para as necessidades do Estado. De imediato surgem opiniões discordantes com as quais não me coloco. As áreas necessárias às instituições públicas naquela região já foram destinadas. Foi construído o Parque Tecnológico, já se instalaram distritos industriais e outras foram destinadas a Unesp. O que restou precisa acolher a iniciativa privada, tanto para projetos residenciais de alto nível, como é vocação da zona sul, como comerciais.

O Estado precisa ser menor do que está. A realidade mostra que oneroso como se encontra não tem recursos para se manter e caminha para verdadeira insolvência. Áreas públicas desocupadas atraem vandalismo e ocupações irregulares. Novos projetos públicos não estão no foco dos governos diante da situação econômica por que passam municípios, Estados e União. Daí estar correta a iniciativa de se vender a preços justos e cujos resultados possam ser revertidos na recuperação econômica das finanças estatais.

Ser contra qualquer coisa é sempre fácil e oferece palanque, especialmente em ano eleitoral. Mas o correto é que se pense na questão em foco de maneira sensata e que venha a contemplar o futuro da cidade.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso