X
X

Diário da Região

07/08/2016 - 00h00min

Artigo

O fenômeno Pokémon Go

Artigo

Johnny Torres NULL
NULL

Quem pensa que um jogo é só um jogo está enganado. O Pokémon Go é um aplicativo para móbile que tem levado milhões de pessoas às ruas pelo mundo afora, agora inclusive no Brasil, para capturar monstrinhos do mundo virtual inseridos no mundo real. Se essas pessoas fossem apenas crianças seria interessante, mas totalmente compreensível. Acontece que são milhões de adultos que passaram a perambular por aí errantes, vidrados em seus celulares, colecionando bichinhos virtuais tentado recriar a infância ou dando vida à criança que carrega dentro de si.

Pokémon Go é um fenômeno pop que só faz sucesso porque responde à profundos e arcaicos anseios humanos. A realidade que acreditamos conhecer, ela mesma não nos basta. O sucesso com milhões de adultos revela que somos seres lúdicos, não apenas durante a infância. E sempre foi assim.

Criamos cultura pela imaginação. Não vivemos apenas na natureza. Desde a revolução cognitiva há 70 ou 40 mil anos, a natureza não basta aos seres humanos. Inventamos mundos nos quais podemos habitar. Esses mundos geralmente não aparecem como uma simples fantasia escapista, mas configuram uma verdadeira reinterpretação da própria existência. Assim agregamos informações à realidade natural, criando um mundo híbrido, no qual se entremeiam e se mixam natureza e humanidade. Desde modo, inventamos arte, mitos, religiões, filosofias, ciências, e aparatos tecnológicos dos mais avançados que nos permitem existir e “estar-aí”.

Já o jogo Pokémon Go fruto da tecnologia produz uma realidade virtual padronizada e massificada, que se materializa graças a um programa de computador que se processa num dispositivo eletrônico portátil. O mundo real que ele nos mostra é um mapa de GPS, é o mapa do Google. É o mundo plano, sem diferenças, acaçapado. O mundo da perspectiva de um satélite, totalmente indiferente as experiência humanas individuais e sociais. Não há liberdade, as rotas já estão esquadrinhadas e marcadas. O indivíduo é uma peça do jogo, não há mudanças. Não há aprendizagens, a não ser os nomes dos monstrinhos, que estão espalhados para serem acumulados. Pura ilusão com uma falsa percepção de liberdade e autonomia.

No entanto, mesma tecnologia presente nos jogos de realidade aumentada pode servir no campo da educação, usada como estratégia de novos métodos de ensino, principalmente com crianças com dificuldades de compreensão. Por exemplo, seria maravilhoso que numa aula de história o professor conduzisse os alunos a um cenário virtual no qual ele pudesse ver e ouvir os agentes das transformações sociais. Comparando posições políticas, sociais e ideológicas com o objetivo de ensinar e aprender.

Reconheço que as pessoas querem se divertir, afinal o mundo é muito pesado para não termos liberdade e autonomia de nos divertirmos um pouco com o que gostamos. Porém, um pouco de autocrítica é fundamental para que adultos não se infantilizem, nem alimentem uma obsessão quase ou totalmente patológica se “engajando” num mundo que não vai além de uma tela plano de celular. Sim, o mundo existe para ser derrubado e reconstruído, mas repito, não será pela tela do celular, por mais colorida que seja, que poderemos viver melhor num mundo de liberdade e igualdade.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso