X
X

Diário da Região

09/10/2015 - 00h00min

Painel de Ideias

Jamais desesperar

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Enquanto o nacional-socialismo alemão ainda era uma semente germinando nas mentes e nos corações seduzidos por Adolf Hitler, na Câmara dos Comuns, no parlamento inglês, Winston Churchill já disparava suas pesadas críticas ao nazismo e conclamava o governo britânico a se preparar para a guerra iminente.

Churchill, porém, era ‘um profeta sem audiência em seu próprio país’. Diga-se de passagem, ‘no início, Hitler era considerado, dentro da Inglaterra, como um responsável alemão nacionalista lutando contra o comunismo, enquanto Churchill era um irresponsável por criticar o governo inglês que não se opunha a Hitler’.

Todos sabem o fim desta história. Hitler dominou parte da Europa, atacou a Inglaterra, promoveu o holocausto e contribuiu para a corrida nuclear, o que poderia ter dizimado a existência humana da face terra. Graças, em grande parte, ao inicialmente desacreditado (mas perseverante) primeiro-ministro inglês e, depois, aos aliados, a liberdade triunfou e nós estamos aqui. Alemanha derrotada, o poderoso Hitler se matou.

Churchill, mesmo com tudo o que fez por seu país e pelo mundo, no pós-guerra, perdeu as eleições. Mas Churchill não deu cabo à própria vida. Ao contrário, foi degustar seu charuto, seu malte escocês e escrever suas memórias. Mais tarde, retornou à vida pública e aos discursos.

A história é uma riqueza; no mínimo, serve-nos de inspiração. Guardadas, obviamente, todas as proporções. Pois, atualmente, existe uma ameaça real e crescente que aterroriza todo o Brasil, e não apenas nossa cidade.

São as drogas, que vêm destruindo parte da juventude, de suas famílias e um naco de nossa sociedade, fazendo-nos reféns de crimes, de badernas e, principalmente, do desalento, da desesperança. Reconheçamos, bem a verdade, tudo isso, e ‘mais um pouco de outras coisas’ deste judiado país, tem o poder de provocar pânico, efeito paralisante, a diminuir nossa fé.

Estamos diante de uma árdua tarefa, diante do veloz alastramento das drogas e de suas propagandas subliminares e explícitas em vários meios de comunicação.

Ainda que o desânimo (até) com ‘tudo que está aí’ tente nos dominar, temos que acreditar na lei e na justiça; igualmentente, no empenho de nossos parceiros, na sociedade organizada, no bom senso e no desejo de mudança. Assim como nos ensinou o antigo morador da ‘PM 10 Downing Street’, a perseverança é fundamental.

E mesmo que estivéssemos sendo bombardeados pela Deutsche Luftwaffe, de Herman Göring, numa daquelas Blitzkrieg londrinas (o que aqui inexiste, nem como longínqua metáfora), devemos seguir o admirável Winston Churchill que, aos 76 anos, no final de sua vida, em seu último discurso na Câmara dos Comuns, resumiu-nos uma valiosa lição: ‘Nunca fugir, não se abater e jamais desesperar’.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso