X
X

Diário da Região

20/12/2015 - 00h00min

Painel de Ideias

Infância, escolas e monumentos

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

A polêmica que ainda se agita na área da educação a partir do esdrúxulo projeto do governador Alckmin, que ameaçava causar fechamento de escolas, levou-me aos tempos de infância e à sempre incômoda insuficiência de vagas para matrículas no Estado.

Havíamos mudado de cidade no meio do ano, início das férias escolares de julho. Meu pai, funcionário do serviço público, fora transferido da pequena Palmital – 18 mil habitantes – para Assis, que, aos meus olhos de criança, era uma metrópole, com população de quase 80 mil.

Minha avó já morava em Assis. Fiquei com ela, enquanto o pai buscava casa para alugar. Era urgente encontrar escola com vaga para que eu não perdesse o ano. Vó, pobre de estudos, mas convicta de direitos mínimos, levou-me ao Instituto de Educação, onde ela pretendia que eu completasse o ano letivo. Fomos à sala da diretora. Chamava-se Dona Emery. Era uma mulher corpulenta, séria, aparentemente intimidadora.

A avó apresentou o problema, a mudança, a necessidade de pôr o menino na escola. Não queria ver o neto perder o ano. A diretora desfez-se do semblante grave. Delicadamente, desculpou-se e nos convenceu de que nada havia a fazer. O miserável investimento do Estado em educação permitia apenas classes já superlotadas.

Lembro-me daquela manhã, da sala, da parede com fotos de mestres antigos, da expressão desolada de minha avó ao passar a mão no meu cabelo desalinhado. Baixou os olhos e manteve um breve silêncio. Como se estivesse só, balbuciou a frase que ainda hoje tremula no horizonte de minhas memórias de infância:

– É triste um homem trabalhar para o Estado e não ter, do Estado, um banquinho de escola para o filho estudar.

Dona Emery reagiu como se tivesse levado um choque.

– O pai do menino é funcionário do Estado?

– Do Departamento de Profilaxia da Lepra. – (Logo depois, a palavra lepra daria lugar a hanseníase, para superar preconceitos medievais, bíblicos.)

Foi a vez de a diretora afagar meus cabelos. Em seguida, segurou afetuosamente as mãos da avó:

– Traga amanhã mesmo os documentos dele. Filho de servidor do Estado não pode ficar sem vaga em escola do Estado. Nem que eu tenha de dar a minha cadeira a ele.

Anos depois, quando eu fazia faculdade em São Paulo e já trabalhava na Editora Abril, fui com colegas de trabalho comer pizza do outro lado do rio Tietê, no bairro de Pinheiros. Ao sair da pizzaria, vi na calçada oposta uma mulher com seu cãozinho preso a uma corrente. Meu coração se comprimiu, emocionado. Era ela. Dona Emery. Tomava a brisa da noite, em frente ao prédio onde morava. Atravessei a rua e dei-lhe um beijo na testa. Estava aposentada, contou-me.

Hoje, Assis abriga prédios bem mais imponentes do que os modestos hotéis Vieira Dias e Santa Rosa daqueles tempos. Mesmo assim, os atuais arranha-céus da cidade são pequenos, comparados a um monumento que só eu enxergo no horizonte, quando visito a cidade. Chama-se Maria Emery Pires Soares, a diretora do meu velho e querido Instituto de Educação.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso