X
X

Diário da Região

05/08/2015 - 00h00min

Painel de Ideias

Do armário ao copo

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Um dos maiores sustos que tomei na vida foi às vésperas do meu casamento. Perguntaram-me: “já arrumou o enxoval?”.

Oras, para mim isso era algo etéreo, coisa de noiva. Não saberia descrever no que se constituía o dela. Nem sabia que tinha que ter o meu. Achava que funcionaria mais ou menos assim: após casados, levaria duas malas contendo todos os meus pertences para o apartamento onde moraríamos. E ela faria o mesmo com os pertences dela, mais o tal do enxoval.

E tão logo casamos, apesar da minha pouca quantidade de roupas e utensílios, já deparei com uma triste realidade que assola todos os homens logo após o casamento: a falta de espaço. O apartamento não era pequeno. Mesmo assim, quatro portinhas de armário embutido e uma gaveta no banheiro bastavam-me.

Mas este “latifúndio” dura pouco. O homem só se dá conta desta triste realidade quando nasce o primeiro filho. E quando você se torna pai, você vê seu parco território ser invadido por ededrons, malas, cobertas, capas de travesseiro e outros artigos que você não sabe direito para que servem. O que você tinha na gaveta do banheiro passa a ser repartido com itens para trocar fraldas, óleos e cremes para o bebê.

E caso você se atreva a perguntar sobre qualquer um dos objetos que aparecem repentinamente no seu armário já é fuzilado com um olhar de reprovação e frases do tipo: “você está ‘ridicando’ isso para o nosso bebê?”

Tudo bem. Não há mal nenhum em guardar um novo jogo de cama, um moisés, boias da natação, a coleção de bichinhos da Parmalat, os presentes do primeiro aniversário e toda sorte de quinquilharias que não merecem o abandono do quartinho de despejo.

Mas a falta de espaço pode se agravar quando chega o segundo filho. Tem início um novo calvário espacial. Algumas medidas drásticas têm que ser tomadas. Começam a implicância e a perseguição aos itens considerados supérfluos. Todos do seu armário. “Para que serve mesmo o álbum de figurinhas da Copa de 1974? E estes gibis? Tex? Nunca ouvi falar...”

Eis que você é reduzido de quatro para duas portinhas de armário. Mas o pior ocorre no banheiro. Você é alijado da meia gaveta que tinha para ficar apenas com um copo em cima da pia onde caberão seu barbeador, sua escova de dentes e seu pente.

Tudo isso perdido na pia lotada de cremes, perfumes, loções e um monte de cosméticos que você nunca tinha reparado e só nota que existem quando procura seu copinho no meio daquela balbúrdia. É o destino de todos nós! Sobre o meu enxoval, saí perguntando para os amigos recém-casados no que se constituía.

Teve bastante chute e apenas um consenso. Achei que estavam caçoando de mim mas percebi a seriedade do palpite. Era fundamental para o homem levar uma caixa de ferramentas para realizar pequenos reparos na nova moradia. Pânico. Nunca soube sequer trocar uma lâmpada. Casei sem enxoval!

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso