Diário da Região

01/05/2015 - 00h25min

Artigo

Dia do Trabalho

Artigo

Em 1889, a Internacional Socialista de Bruxelas proclamou o 1º de maio como dia internacional do trabalhador para reivindicar melhores condições, em homenagem à data das lutas sindicais de Chicago, exigindo a jornada de oito horas. Sucessivamente, o dia do trabalhador foi institucionalizado na França, na Rússia e em outros países. Finalmente, a Assembleia Geral das Nações Unidas, em 1948, emitiu a Declaração Universal dos Direitos Humanos, cujo artigo 23 reza: "Toda pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha, a condições equitativas e satisfatórias de trabalho e à proteção contra o desemprego". O trabalho, portanto, é dever e direito do homem. Um dever porque cada qual, numa sociedade livre, tem que prover ao seu sustento, não sendo justo que uma pessoa adulta e sadia viva à custa do trabalho de outro. Esta é uma prescrição que se encontra nas Sagradas Escrituras de todas as religiões e nos costumes de qualquer povo, primitivo ou civilizado, pois fundamentada na lei natural do plantio e da colheita. Ninguém pode reclamar de direitos, se não cumprir seus deveres. Mas como um cidadão pode cumprir seu dever se lhe se nega o direito ao trabalho por falta de emprego? Tem que se entender que o emprego não é um luxo, mas uma necessidade de responsabilidade do poder público. O desempregado não amparado pelo Estado é propenso ao furto, à violência, à prostituição, ao tráfego de drogas, ao crime, enfim. O homem que não conseguir suprir suas necessidades de sobrevivência pelo trabalho acaba apelando para meios ilícitos, tornando-se uma ameaça à ordem social. Já foi observado que jovens palestinos vão à guerra porque não têm oportunidade de ir ao trabalho. Para eles, a guerra é um meio de vida, como é o narcotráfico para muitos jovens que vivem em países pobres.

A culpa do desemprego, porém, não é apenas do Estado, mas também da família, como instituição social. É preciso educar as crianças desde a escola materna, preparando-as para uma profissão de acordo com tendências naturais e oportunidades, de forma que, quando adultas, não dependam mais dos pais ou da esmola pública. Essa é uma questão de cidadania e sobretudo de cultura. Geralmente, o que provoca o desemprego é a falta de planejamento familiar, colocando no mundo seres humanos sem condições de dar-lhes assistência e educação. Mais ainda, o trabalho deve ser visto como terapia contra qualquer tipo de distúrbio mental, especialmente a depressão. Manter-se ocupado é a melhor forma de evitar a prática de vícios. O filósofo grego Aristóteles dizia que "felicidade é ter o que fazer". Não é outra a opinião de Leonardo da Vinci, cientista e artista da Renascença italiana, quando tece a seguinte comparação: "O ferro enferruja quando não é usado; as águas estagnadas perdem sua pureza e congelam no frio. Do mesmo modo, a ociosidade esgota a força da mente". O maior mérito do povo anglo-saxônico é sua força de trabalho, herdada da ética luterana e calvinista. Num livro didático de língua inglesa, lemos: "só no dicionário a letra S, de sucesso, está antes da letra T, de trabalho, pois na vida real o sucesso não tem elevador, sendo fruto de uma longa caminhada". 

SALVATORE D'ONOFRIO
Doutor pela USP e professor titular pela Unesp

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso