Diário da Região

17/12/2003 - 00h09min

Cartas ao Coronel

Adolfo José Guimarães Corrêa é neto do homem mais poderoso de Rio Preto do início do século 20, o coronel Adolpho Guimarães Corrêa. Do avô, ele não herdou o poder político nem o ?ph? do nome, mas herdou um velho arquivo abarrotado de correspondências. Eram cartas, documentos, procurações que o avô recebeu ao longo da vida agitada de político e advogado bem-sucedido. Com algumas pessoas, como Belmiro José Gomes e o seu primo e cunhado Lindolpho Guimarães Corrêa, o coronel manteve intensa correspondência, o que nos permite deduzir que os dois foram seus principais colaboradores. Esse legado, com mais de 200 pastas e centenas de cartas e lembretes, trata de toda espécie de assuntos. Uma passada de olhos nas correspondências joga luz sobre um período conturbado e nebuloso da história de Rio Preto, em especial o período que vai de 1910 a 1915, que atingiu o ápice em julho de 1914, culminando com a renúncia do coronel ao cargo de prefeito. Dentre outras, o coronel guardou cartas de Armando Salles de Oliveira, Benedicto Costa Neto e Antonio Olympio. O primeiro foi interventor em São Paulo e o segundo foi deputado federal e ministro da Justiça. O terceiro, Antonio Olympo, consta ter trazido a Comarca em 1904. Cartas de Ozias Alves da Costa deixam nas entrelinhas entrever que ambos se uniram para implantar na cidade a iluminação pública, em 1911. O coronel era o prefeito e não podia ser sócio de uma empresa que prestasse serviços ao município.

Seu arquivo abre frestas na história rio-pretense, como os recibos que guardou sobre as impressões da revista Cosmos. Ao contrário do que se dizia, de que nossa primeira revista havia sido impressa em Jaboticabal, seus documentos provam que ela foi impressa em São Paulo, numa tipografia da rua Santa Efigênia. O professor Agostinho Brandi está escrevendo a história da Comarca e tem manuseado parte dessa documentação, encontrando subsídios interessantes que serão trazido à luz com a publicação do seu novo livro. Por outro lado, estamos empenhados em descobrir qualquer coisa relacionada com O Porvir, o nosso primeiro jornal. Há nas cartas dirigidas ao coronel, entre 1896 e 1940, uma profusão tão grande de informações que poderíamos formar um grande mosaico da sociedade dos primeiros anos do século 20, desde as compras de alimentação e até a reforma de sua mansão de 19 cômodos, onde hoje está o Praça Shopping. Um exemplo é a prestação de contas da festa do Divino Espírito Santo, realizada entre 23 de agosto e 2 de setembro de 1906, em que ele relacionou todas as prendas vendidas, com seus respectivos preços e arrematantes.

Neste rol, sabe-se que Nicolau Chiachio arrematou uma flor por 4 mil réis, que Antonio Gonçalves Gomide comprou um repolho e Léo Lerro um pé de couve-flor por 10 mil réis cada. Para se ter uma idéia do exagero basta citar que no mesmo leilão um prato de frango era comprado por 1,3 mil réis e um prato de leitoa assada era vendido por 3 mil réis, conforme pagou João Carlos do Val, na noite de 27 de agosto de 1906. As cartas do coronel reservam ainda muitas surpresas e boas informações que iremos, ao poucos, publicando de acordo com as novidades.

LELÉ ARANTES
Autor do Dicionário Rio-pretense e diretor do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Rio Preto

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso