Diário da Região

27/01/2009 - 01h00min

Carta de apresentação

Dia desses assisti pela TV a uma matéria jornalística, que se fosse no meu tempo de roceiro deixaria a mim e aos outros caipiras morrendo de inveja. Era sobre a alta tecnologia usada no campo. Máquinas maravilhosas plantando e colhendo sem o mínimo esforço para o operador, aliás, o conforto no interior dos veículos é qualquer coisa de espetacular. Fico orgulhoso de saber que os homens que hoje trabalham a terra são técnicos competentes fazendo a nossa agricultura dar um salto em produtividade. Esse mesmo orgulho que sinto hoje vi estampado no rosto do Geovanne quando estive na Itália. Um contadini (camponês) que trabalhava em uma pequena propriedade rural de 30 mil metros quadrados, mãos calejadas, pele queimada de sol. À tarde quando terminava o serviço, colocava uma roupa bem cortada, entrava num carrão e ia para Roma passear. No meu tempo, tínhamos vergonha de assumir nossa condição de humildes trabalhadores braçais, simples lavradores. Tudo fazíamos para deixar o torrão amado. Embora amássemos a terra mesmo ela não nos pertencendo, na primeira oportunidade, trocávamos o berço natal por um serviço na cidade. Foi o que aconteceu com José da Silva, mais conhecido como Colorido. Deixou a roça, mesmo sendo analfabeto, para se aventurar na cidade. Branco, cabelos cor de fogo e a pele pontilhada de sardas, daí o apelido. Colorido trabalhou mais de 10 anos numa padaria, sempre muito prestativo, ganhou a confiança do patrão, do chefe, dos colegas padeiros e principalmente da freguesia, mas continuava analfabeto. Dizia que não tinha tempo de aprender. O que ele tinha mesmo era vergonha de frequentar o Mobral. Aprendeu rápido o ofício de padeiro e confeiteiro até que um dia recebeu uma proposta tentadora de um concorrente e pediu as contas.

Seu Joaquim até que tentou demovê-lo da idéia mas não teve jeito. Ele ia embora. Chegando no novo emprego, o dono pediu uma carta de apresentação que constasse inclusive os anos trabalhados no antigo emprego. Colorido volta até à padaria, procura o dono mas já não o encontra, apressado que estava, pede que o gerente lhe dê a tal carta. O que o Colorido desconhecia era que o gerente como ele, era analfabeto. Mas, claro, caboclo não passa recibo. Foi lá pra dentro, pegou uma folha de papel almaço, encheu-o de rabiscos, bolinhas, traços, pontos enfim. Era tudo, menos letra. Assinou e entregou. Não querendo mostrar ao amigo que também não sabia ler, do jeito que estava botou no bolso e saiu. Na rua, mostrou a carta ao primeiro que encontrou. A pessoa olhou, tirou os óculos, aproximou, afastou e nada. Em seguida aconselhou-o a procurar o sargento no destacamento. O comandante olhou, analisou e nada. Disse-lhe para procurar o médico na esquina, já que parecia escrito por um. O médico olha, analisa, tira o óculo, afasta e aproxima a carta e nada. Diz-lhe para procurar o farmacêutico. Chega à farmácia, o atendente leva a folha para dentro, depois de algum tempo volta com a ?receita? em uma mão e um vidro de xarope na outra e diz ao Colorido: ?Tomar de duas em duas horas e evite pegar vento!?

JOCELINO SOARES
Artista plástico e ex-diretor da Casa de Cultura Dinorath do Valle, Rio Preto

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso