X
X

Diário da Região

30/09/2015 - 00h00min

Painel de Ideias

Batendo fora do bumbo

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Não há nada pior do que estar desconectado da realidade. Imagine-se numa festa em que todos os convidados estão ingerindo bebidas alcoólicas e você está tomando água. Parece uma ofensa. Ou o contrário. Já presenciei festas onde todos estavam “normais” e chega alguém bêbado. Que vexame! Chato para você, chato para todo mundo.

É patético discursar para um tabagista sobre a necessidade de parar de fumar. Ou ele parte para a defesa do vício (“eu fumo sim, estou vivendo...”) ou lamenta (“é, preciso parar”). Em ambas as situações continua fumando. Pura perda de tempo. Ao contrário do que os adeptos da autoajuda dizem, o vício costuma ser maior do que a pessoa.

Gordinhos felizes gostam de gastronomia. Discutem detalhes das receitas, sabores, texturas, bebidas que acompanham os pratos. Já pensou tentar explicar a eles os benefícios de exercícios e dietas?

É desconfortável para uma mulher sozinha escutar da amiga enamorada as maravilhas de uma vida a dois. Detalhes do romantismo do parceiro, as declarações de amor, os presentes... E no Facebook as fotos da última viagem. Que tortura!

A uma grávida interessam o enxoval do bebê, a ultrassonografia, fraldas estocadas, o carinho da obstetra, as mudanças no corpo e por aí vai.

O fã só quer saber notícias do seu ídolo.

Os esportistas só querem saber das vitórias do seu time e do cotidiano do seu clube do coração. Não perdem as mesas-redondas das noites de domingo.

Já vi frequentadores de academia discutindo séries de exercícios que eu nem sonhava que existissem. Parecia difícil.

O hipocondríaco só quer falar de doenças, médicos, exames, hospitais e remédios.

Os meninos só querem “zerar” os games e discutir atalhos e macetes das missões dos joguinhos. Se deixar, só saem de casa para comprar os lançamentos.

Ao colecionador só interessam detalhes sobre seu passatempo preferido.

Para quem gosta de fazer proselitismo político, religioso ou de qualquer outra natureza, ouvir qualquer coisa que não seja a própria voz é quase que uma ofensa. O tom de voz e a predisposição para a briga aumentam assustadoramente em poucos segundos se alguém discordar de suas convicções.

Noticiário político pouco interessa ao cidadão comum. Serve apenas para os políticos, seus assessores e candidatos a políticos. Virou competição de quem planta mais factoides em noticiários do ramo.

Prova de que as pessoas, desiludidas, perderam o interesse e a paciência para discutir, debater, se posicionar ou qualquer ato que lembre minimamente ação política.

Sinto que o interesse das pessoas pela política anda baixo.

Talvez tenha a ver com a distância entre os interesses de uns e de outros.

Quando contaram à Maria Antonieta, antiga rainha da França, que o povo não tinha pão para comer, ela respondeu “eles que comam bolos”.

Em tempos de guilhotina, deu no que deu.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso