Diário da Região

15/12/2002 - 00h05min

Ampliando oportunidades

“Administrar bem um negócio é administrar bem seu futuro; e administrar seu futuro é administrar informações” (Marion Junior)

Um dos maiores desafios das cidades neste início de século é a atração de investimentos, pois somente um volume compatível de recursos econômicos vai garantir a qualidade de vida no presente e melhorá-la no futuro. Na última semana, foi divulgado, pela revista de economia e negócios Exame, estudo da empresa de consultoria e pesquisas de mercado Simonsen Associados, que destaca as 100 melhores cidades do Brasil para se investir. O Diário, por meio de competente trabalho da jornalista Jaqueline Silva, ampliou o assunto, focando suas repercussões na região noroeste. O fato foi também alvo de atenção deste jornal em editorial de 13 de dezembro que lembrou a necessidade de se manter uma constante vigilância, trabalho permanente e incessante. Assim se ampliam as condições de a cidade e da região receber investimentos em um ambiente hoje altamente competitivo. Os investimentos de uma cidade e região passam basicamente por três condições indispensáveis: habitabilidade, visitabilidade e investibilidade. As três condições são proporcionadas pelas cidades através de todos os seus agentes, mas principalmente pelo poder público, empresariado e sociedade de um modo geral. Na região noroeste, creio, ao longo de sua história, que a mídia e as entidades educacionais, sobretudo as de nível superior, têm um papel extremamente relevante nesse processo.

A habitabilidade é observada pelas condições de vida da população em todos os seus segmentos e setores, da habitação à distribuição de renda, escolaridade e condições de higiene e saúde. Rio Preto tem o desafio de criar condições saudáveis de vida aos seus 370 mil habitantes e às cerca de 8 mil novas pessoas que se incorporam à sua população todo ano, aquelas que aqui nascem ou escolhem esta cidade para viver e tentar realizar seus sonhos. A atração de investimentos passa também pelas condições de visitabilidade, isto é, do ambiente que é proporcionado àqueles que querem estar na cidade por algumas horas ou alguns dias, com a finalidade de realizar negócios, ter momentos de lazer, estudos, arte e cultura, entre outros. A investibilidade, outra condição para a manutenção e ampliação do desenvolvimento de uma cidade, se faz através da existência do que o estudo da Simonsen Associados chama de ‘estrutura empresarial’. Ou que os clássicos de economia regional e urbana denominam de ambiente ou cultura empresarial, ou, ainda que mais recentemente os pesquisadores de administração entendem ser sinergia. Os investimentos das empresas e das pessoas são feitos sempre sob a ótica da racionalidade, com um olho na sobrevivência futura e outro no risco constante. As empresas investem com o objetivo de ter uma longevidade e o sonho da perpetuidade de que seriam eternas. As pessoas poupam e investem no presente almejando a melhoria das condições de vida no futuro, para si e para seus dependentes.

O investimento decorre da renúncia do consumo no presente para garantir melhores condições de vida no futuro. Enquanto na iniciativa privada o investimento se baseará na rentabilidade, segurança e liquidez, na administração pública (para utilizar-se uma máxima do ex-chanceler do Tesouro Britânico Hugh Dalton), deve-se buscar a “máxima vantagem social”. O grande dilema do empresário está em onde e quanto investir, enquanto o gestor público terá de fazer opções identificando o essencial, o indispensável e o inadiável. Há porém uma certeza que limita tanto o gestor público quanto o gestor privado: é que para se investir é necessário primeiro poupar. O que significa consumir menos. Talvez em razão desta conscientização é que nunca se falou tanto em austeridade no setor público quanto agora. Enquanto na década de 70 eram exaltados os ministérios “gastadores”, hoje se evidencia a qualidade do gasto. É preciso gastar bem. Concluindo, pesquisas como esta analisada pela Exame e pelo Diário evidenciam que Rio Preto tem muitos

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso