X
X

Diário da Região

15/12/2015 - 00h00min

Painel de Ideias

A dura poesia concreta

Painel de Ideias

NULL NULL
NULL

Alguma coisa acontece em meu coração quando cruzo a Ipiranga e a Avenida São João. Estou no centro velho de São Paulo, tão perto da Sé, do Pátio do Colégio e do bar Brahma, icônica casa noturna onde há anos Cauby embala as noites dos paulistanos em acordes que enternecem os amantes da música. Ao redor, prédios comerciais nos quais se elaboram planos da força da grana que ergue e destrói coisas belas: multinacionais, sedes de bancos, centros culturais e o Impostômetro, símbolo da sanha de arrecadação do Estado.

É noite. Um mar de gente discrepante assusta em paradoxos: figuras esqueléticas usuárias de crack, boêmios nas calçadas do bar, pessoas vindas dos teatros e das casas de shows trancafiadas em carros (muitos blindados) passam pelo local indiferentes ao mar de gente (sobretudo negra) que perambula neste mais possível novo quilombo de Zumbi.

São Paulo terra boa, São Paulo da garoa. Estou em um centro nobre de São Paulo. Alguma coisa acontece em meu coração quando caminho pela Oscar Freire, pela Augusta. Nas cercanias, vitrinas de grife disputam a atenção e o bolso de tanta gente que busca algo que lhe complete o visual - a vida, a alma. Já não há tantos viciados, tantos boêmios, tantos negros. É dia. Entretanto, relâmpagos e trovões anunciam a chuva, e o céu se escurece, e a água cai. Nada de garoa. Cai forte, forma enxurradas intensas, traz desconforto aos motoristas, correria aos pedestres, odor aos pelos dos cães de raça de pessoas de raça que adentram as lojas de raça em busca de proteção e de abrigo. Há pontos distantes de alagamentos, de enchentes, de deslizamentos de casas, de mortes. Não ali. Apenas um galho cai e danifica o teto de um Porsche para tédio de um engravatado que precisa pedir ao motorista que busque outro carro...

“Não posso ficar nem mais um minuto com você” diz o vallet à namorada vendedora da loja da esquina. Tomo café e ouço o diálogo. Ele mora longe, não em Jaçanã, ainda mais longe. Se ele perder o metrô, não chegará a sua casa em tempo hábil para lavar, passar, dormir e voltar no dia seguinte. Ele estacionou porches o dia todo (“Foram tantas naves hoje. Um dia será a minha!”) e corre o risco de perder o ônibus, o metrô, a noite. Depois, só teria o negreiro (ônibus da madrugada) para voltar à periferia e teria de andar muito entre escombros, ruas alagadiças e traficantes suburbanos. E sua mãe não dorme enquanto ele não chegar. É por demais poético. Eles se despedem com um beijo terno, com olhos de promessa. Eu tomo café.

Não existe amor em SP? Ouso discordar. Existe. Contudo, também há contrastes e violência. Crime e truculência policial. Motoristas raivosos que buzinam de dentro de seus automóveis, uma extensão metonímica de seus corpos, a fim de extravasar uma raiva, uma culpa, uma frustração.

Há estrangeiros, há nordestinos, há estudantes, há judeus ortodoxos e uma baiana que vende acarajé. A vida pulula e grassa em SP. Shows, espetáculos, musicais, manifestações, ocupações. A Paulista explode em buzinaço, gritaria, discursos no vão do Masp. Palavras de ofensa ao prefeito, ao governador: “Fora Dilma, fora Cunha”. Em São Paulo, os amores são brutos, mas estão lá, na dura poesia concreta das esquinas.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso