Por dentro de um estado cheio de graçaÍcone de fechar Fechar

Brasil/Mato Grosso

Por dentro de um estado cheio de graça

Com muitas atrações, Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é outro ponto a ser explorado


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Discreto na promoção turística e exibido em atrativos naturais, o estado do Mato Grosso abriga alguns dos endereços mais cênicos do Centro-Oeste (que o digam também Nobres e Pantanal).

De Barra do Garças, principal acesso para a Serra do Roncador, voamos até a capital mato-grossense e de lá seguimos de carro para o município de Chapada dos Guimarães, a 75km de Cuiabá.

Mais do que lugar de cartões-postais de fácil acesso e autoguiados, como as cachoeiras Véu de Noiva e Namorados, este parque nacional de 33 mil hectares pode ser explorado em roteiros off road, com duração de um dia inteiro, pelos atrativos menos visitados, devido ao difícil acesso. Para se ter uma ideia, o Vale do Rio Claro, cujas águas cristalinas são consideradas um dos atrativos mais exclusivos do parque, pode receber 48 pessoas por dia.

A bordo de um veículo 4x4, é possível visitar também a Cidade de Pedras, com mirantes para um vale onde brotam os famosos paredões areníticos da região, e ter a Chapada aos seus pés, no impressionante Crista de Galo, uma elevação natural com vista de 360°.

Mas a melhor notícia vem do alto. A pouco mais de 800m de altitude, a Chapada dos Guimarães costuma ter clima mais amigável para quem desembarca naquelas abafadas terras.

"Com temperaturas mais amenas, a Chapada dos Guimarães é uma espécie de Campos do Jordão do Mato Grosso", avisa Alberto Krebs, proprietário da Chapada Explorer, agência pioneira na comercialização de roteiros de 4x4 na região.