Sentimento de perda e alívio para atletas da região Diário da Região - Geral

Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 31 min 17
25/03/2020 - 00h30min

Sentimento de perda e alívio para atletas da região

Daniel Zappe/Exemplus/CPB Ouro na Paralimpíada 2016, Claudiney já tinha o índice para Tóquio
Ouro na Paralimpíada 2016, Claudiney já tinha o índice para Tóquio

Ao mesmo tempo que traz um sentimento de perda, a notícia do adiamento para 2021 dos Jogos Olímpicos de Tóquio também traz alívio aos atletas, que temiam não obter índices ou chegarem ao evento sem a devida preparação. O corredor Altobeli Silva, de Catanduva, já tinha a vaga em Tóquio por ocupar atualmente a 23ª posição no ranking mundial da prova dos 3000 metros com obstáculos. O multicampeão foi finalista no Rio 2016. Ouro na Paralimpíada de 2016, Claudiney Batista dos Santos fez o índice para Tóquio no Mundial dos Emirados Árabes Unidos em 2019, sendo campeão no lançamento de disco da categoria F56, para amputados, com a marca de 44,07m.

"Treinando já não estava mais. Fecharam todas as pistas de atletismo e o próprio treinador meu deixou liberado para treinar só meio período. Já não estava visando Tóquio, pois até junho todas as provas foram canceladas e se continuasse a ter Olimpíada, iria chegar sem condicionamento. Não só eu, como outros brasileiros, os norte-americanos, pessoal da Europa", disse Altobeli, que está de quarentena em casa, em Catanduva. "Foi a melhor decisão [adiamento], espero que venha uma melhora em tudo, na vontade de Deus. Se não tinha competição até junho, já não tinha como viajar, as Olimpíadas iam acontecer por qual motivo?."

Claudiney voltou para Rio Preto na última sexta-feira para o período de isolamento social recomendado contra a pandemia do novo coronavírus, depois que o Centro de Treinamentos Paralímpico Brasileiro fechou suas portas, em São Paulo. "Agora está oficialmente adiado. A expectativa é nenhuma para este ano, mas é difícil saber se vai fazer alguma competição. O jeito é tentar focar e fazer o que der em casa e aguardar até segunda ordem, até maio, não há previsão de nada", disse Ney.

Apesar do isolamento e todo cenário de apreensão quanto ao futuro, Claudiney se recolheu em Rio Preto por outro motivo nobre. Será papai de Nicole, que nasce no início de abril. "Foi mais um fator para eu ter voltado. A minha mulher [Camila] pegou licença e viemos para Rio Preto. Fico mais isolado aqui, né? Moramos em apartamento em São Paulo e ficar lá não sabia como seriam os hospitais, então optamos para ela nascer aqui."

O jeito agora é manter a forma em casa, até que um calendário alternativo seja definido após a batalha contra a Covid-19. "Sabendo do adiamento, a gente tem um período maior de se preparar. Do jeito que estava, não tinha como. Minhas marcas vinham melhorando bastante, estava focado e confiante, mas aí parar de treinar e competir depois não dava segurança. No outro ano posso fazer outra base, até mais forte", disse Ney.

Mesmo sendo de Catanduva, Altobeli é figura presente em toda região, onde despontou ganhando corridas de rua. Neste ano de 2020, se tornou padrinho da Associação Rio-pretense Pró-Atletismo (Arpa) e com o amigo Peter Camargo tinham o planejamento de buscar recursos junto a empresas para apoiar e dar melhores condições a jovens carentes da cidade e região. "Atrapalhou bastante tudo isso, sou padrinho da Arpa, mas espero que venha melhorar esse projeto para atender mais crianças e adolescentes, principalmente com a reforma da Pista do Eldorado. Peter é meu amigo há mais de dez anos e espero ajudar", disse Altobeli.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.