Há tempo de afastar-se de abraçar Diário da Região - Painel de Ideias

Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 31 min 21
21/03/2020 - 00h30min

Painel de Ideias

Há tempo de afastar-se de abraçar

Em pleno março de 2020, o chão se abriu debaixo de nossos pés. Um buraco imenso nos jogou na mesma vala do sofrimento alheio. De queixo caído e olhos arregalados, fomos arrebatados para uma experiência sem precedentes. Um tombaço que nos pôs cara a cara com o sofrimento da China, com o choro da Itália

Divulgação Elma Eneida Bassan Mendes | elma@comecaocomeco.com.br
Elma Eneida Bassan Mendes | [email protected]

Alguém anotou a placa do trem desgovernado que atropelou o Brasil e o mundo nos últimos dias? Um pesadelo coletivo? Alguém esperava uma confusão dessas por esses dias? E por esse ano? E por essa existência? Pegos de surpresa, somos só perguntas. Mesmo com tantas informações, somos só dúvidas. A interrogação é a parceira das horas de isolamento. Por que tudo isso? Onde isso tudo vai dar? Planos cancelados. Sonhos desmontados. Projetos adiados. Programas de governo esfarelados para acudir as urgências. O que fazíamos quando a tevê mostrava os chineses construindo hospitais imensos em dez dias? O que pensávamos quando víamos a Itália reclusa enterrar seus mortos? Com certeza pensávamos que a coisa não chegaria até nós.

Acostumados a assistir on-line a desgraça dos outros, somos porto de tranquilidade. A distância dos males, garantida pela comodidade do mundo virtual, transforma nossos universos particulares em oásis de calmaria. A dor do outro lado da tela não nos incomoda, está muito longe para o nosso braço alcançar, confortar, acarinhar. Já que nada se pode fazer, seguimos absolutamente em paz. Mas eis que, em pleno março de 2020, o chão se abriu debaixo de nossos pés. Um buraco imenso nos jogou na mesma vala do sofrimento alheio. De queixo caído e olhos arregalados, fomos arrebatados para uma experiência sem precedentes. Um tombaço que nos pôs cara a cara com o sofrimento da China, com o choro da Itália.

Agora somos iguais. O medo e o pânico nos assemelharam. Agora sim somos criaturas idênticas. E o desafio será provar, não sem a angústia de um amor esforçado e genuíno, que somos humanos solidários. É o que lembra o autor de Cem Anos de Solidão, Gabriel García Marques, "o amor torna-se maior e mais nobre na calamidade." O bicho com nome de chuveiro é o que nos separa e nos une. Nos separa para que possa ser derrotado em generosidade aos mais vulneráveis. Essa separação temporária é o elo fraterno que hoje nos une.

A Bíblia diz que "há tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar". A sabedoria de Deus às vezes é tão singela e básica, mas tão absurdamente necessária para afagar nossos corações aflitos e mentes assustadas. Assim, para nós neste momento, vale lembrar o que está em Eclesiastes. "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz." Vai dar tudo certo, eu creio!

ELMA ENEIDA BASSAN MENDES, Jornalista e escritora em Rio Preto. Escreve quinzenalmente neste espaço aos sábados

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.