A chegada da coroa de rubis Diário da Região - Painel de Ideias

Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 33 min 21
17/03/2020 - 00h30min

Painel de Ideias

A chegada da coroa de rubis

Sucumbida à ignorância, a parte da população de Pandemonium que se dispôs a ouvir o subprefeito o ovacionava colérica, enquanto fazia fila para ganhar seu cacho de bananas maduras antes que apodrecessem

Reprodução Letícia Flores
Letícia Flores

Desde que o folhetim semanal anunciara a chegada da coroa de rubis à pacata província de Pandemonium, no extremo sul de Brasileia, a tímida população da cidade estava em polvorosa. Seu Olavinho, da Tapeçaria Progresso, impôs todos seus esforços - e de seus empregados - na confecção de um tapete vermelho para a passagem da coroa, que pertencera à rainha Milana Segunda, do reino de Margherita.

A fim de manter a ordem "no chiqueiro", como gostava de se referir ao seu povoado, o subprefeito João Marquês de Sapoti decidiu convocar a imprensa para um discurso de esclarecimento aos cidadãos, que se aglomeraram todos na praça da matriz tão logo o leiteiro anunciara o evento "deveras informativo".

Apesar da curiosidade quanto à beleza e o fetiche sobre a coroa, que vinha do primeiro mundo, o que mais atraía o entusiasmo febril do povo era a lenda que se refletia sobre as pedras cor de sangue encrustadas na fundição do ouro colonial. Dizia-se que o objeto trazia consigo a maldição da Renascença, e que todo aquele infeliz, golpeado pelo resplandecer do rubi central da coroa, sucumbiria à dor latente que o saber das coisas traz, estando condenado a vagar pelas vielas poeirentas do conhecimento na esperança de que alguma bruxa de bem do Centro Oeste o resgate antes do suicídio da ciência.

De modo que o mito da coroa não era tudo aquilo que dizem por aí, João de Sapoti se adiantou à imprensa nacional de Brasileia com vistas a pulverizar tranquilidade sobre a cabeça oca daqueles cegos ignorantes da longínqua Pandemonium. Satisfeito com a aglomeração formada em torno de sua pança retalhada pelo destino, deu início ao festim:

"Meus caros cidadãos de Pandemonium, como todos sabem, dentro em breve teremos a honra de receber em nossa província a sagrada coroa de rubis de Margherita. Estou aqui, nesta ensolarada tarde de domingo, abrindo mão de estar em casa com minha amada família, para lhes esclarecer que não há nada com o que se preocupar. Essa lenda aí de maldição da renascente, não lembro o nome disso daí, renasceu-sei-lá-o-quê, não existe, não. E se disserem o contrário, é notícia falsa de jornalista vagabundo que tem inveja da nossa cidade que vai receber a coroa, tá ok? Fiquem tranquilos e sirvam-se de bananas maduras".

Sucumbida à ignorância, a população que se dispôs a ouvir o subprefeito o ovacionava colérica, enquanto fazia fila para ganhar seu cacho de bananas maduras antes que apodrecessem. Pela fresta do vitral da biblioteca, um grupo de estudiosos tentava manter o foco na leitura dos livros, análise de laudos da Idade Média e pesquisas sobre o que realmente se podia esperar da chegada da coroa:

- Estejamos preparados, meus amigos. Por mais que queiramos acreditar no Sapotinga, infelizmente os dados apontam para a consistência dos fatos. Mas só saberemos de fato o que nos aguarda quando a famigerada coroa chegar. Tenhamos nossos óculos escuros em mãos e mantenhamos distância da aglomeração; só por precaução - aconselhou a cientista Alba.

- E o restante da população, doutora? - questionou uma de suas alunas.

- Não se preocupe, Clara. Ao que tudo indica, o ódio costurado em corações escaldados é imune à maldição.

Estão todos protegidos.

LETÍCIA FLORES, É professora de Língua Portuguesa, revisora e escritora em Rio Preto. Escreve quinzenalmente neste espaço às terças-feiras

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.