Coronavírus causa colapso no esporte e preocupa atletas rio-pretenses Diário da Região - Outros Esportes

Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 33 min 20
13/03/2020 - 00h30min

COVID-19

Coronavírus causa colapso no esporte e preocupa atletas rio-pretenses

Pandemia do novo coronavírus, que já provocou a suspensão de competições de tênis, basquete, futebol e afeta Olimpíadas, também ameaça a Maratona de Boston e preocupa atletas rio-pretenses

Johnny Torres 12/3/2020 Lucas da Silva e Francisco Apoloni estão inscritos e com passagens compradas para Boston
Lucas da Silva e Francisco Apoloni estão inscritos e com passagens compradas para Boston

O sonho de correr a Maratona de Boston, nos Estados Unidos, no próximo dia 20 de abril, está por um fio para dupla de Rio Preto Lucas Pedro Kurozawa da Silva, 40 anos, e Francisco Apoloni, 65, por conta da pandemia do coronavírus, que já cancelou e suspendeu inúmeros eventos esportivos pelo planeta e chegou na região nesta quinta-feira, com a paralisação do Torneio Internacional de Tênis Feminino iniciado na cidade de Olímpia no último sábado. Já são quase 125 mil casos e 4,6 mil mortes no planeta.

Lucas e Francisco obtiveram índices para se inscrever na prova, umas das seis maiores maratonas do mundo (Majors). A de Tóquio, realizada no último dia 1º de março, teve apenas atletas profissionais e os amadores não puderam correr. Em Boston, a previsão é a participação de cerca de 35 mil corredores.

"Segunda-feira o prefeito de Boston deu entrevista garantindo a segurança de todos no evento, porém, não depende de uma autoridade. Por mais que prefeito, governador falem que vai ter, não depende deles. Eu me assustei muito com a NBA suspender a temporada. A possibilidade de ter está remota", disse Lucas, prevendo que nas próximas semanas deve receber um comunicado oficial da organização.

O índice para prova foi obtido em Florianópolis, ano passado, quando completou a maratona (42.195 metros) com o tempo de 3h04min32s. Ele previa um investimento de cerca de R$ 12 mil com transporte, alimentação, estadia e inscrição. "O prejuízo é enorme, não digo de treinamento, a gente se dedica demais, acorda cedo, encaixa horários de treinos dentro da nossa rotina, mas tenho Porto Alegre e a Uphill para correr. Financeiro, sim, eles não devolvem a inscrição [US$ 250], o único benefício é ter a inscrição garantida para o ano que vem", disse Lucas. "Ainda não sei como estão as companhias aéreas, se estão maleáveis, mas devolução de dinheiro é pouco provável. Hotel dá para cancelar a reserva até uma certa data, mas prejuízo vai ter, tive apoio de empresas para ir e terei de devolver o dinheiro, mesmo tendo usado alguma coisa na suplementação e nutrição."

Francisco vem programando a viagem aos Estados Unidos junto à esposa Roseli Apoloni, que também corre, mas seria companhia desta vez. "Boston está correndo um risco muito grande. Massachusetts decretou estado de emergência, a Universidade de Havard fechou o campus. Vamos esperar a evolução nas próximas semanas", disse Francisco, que esteve no evento no ano passado e já tem 15 maratonas na bagagem. "Algumas coisas podem me fazer desistir. Estou na idade de risco, que é a partir dos 60 anos, por mais que eu tenha boa saúde e pratique esportes, segundo porque já corri lá, não é uma situação desesperadora. E além do que a própria organização pode cancelar."

Torneio suspenso

Em Olímpia, a quinta-feira, 12, foi o último dia de jogos do Torneio Internacional Feminino - Ano V, até segunda ordem. Com a definição das quatro duplas garantidas nas semifinais e as oito classificadas às quartas de final, o torneio com premiação de US$ 25 mil disputado no Thermas dos Laranjais, em Olímpia, está suspenso pela Federação Internacional de Tênis (ITF) e Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) até pelo menos dia 20 de abril.

"Trabalharemos em estreita colaboração com nossos parceiros e outras partes interessadas, Associações Regionais e Nacionais, para determinar datas alternativas adequadas, com o objetivo de permitir a retomada das oportunidades de jogo em cada categoria, assim que a situação permitir", diz trecho da nota publicada pela ITF nesta quinta.

A suspensão pegou os organizadores de surpresa. "Entendemos a gravidade do problema mundial e a preocupação das entidades em preservar não só os jogadores, mas também todos os envolvidos nos torneios. Vamos entender a situação a partir de agora e como será a condução do processo", disse em nota enviada pela assessoria José Mauro Wasserfirer, diretor do torneio feminino.

O Challenger de Olímpia, torneio masculino com premiação de US$ 50 mil no qual participariam Natan Batista e Mateus Alves, de Rio Preto, também está suspenso. "Lamentamos o ocorrido, porque não espelha a realidade da cidade de Olímpia, mas temos que seguir a determinação da ATP e garantir a segurança e saúde de todos os envolvidos, inclusive do público. Estamos com o torneio montado, estrutura, quadra, hotel, tudo pronto para acontecer, mas agora é conversar com a ATP e viabilizar uma nova data, após o período de suspensão", disse Roberto Marcher, diretor do Challenger.

Modalidades esportivas afetadas pelo Covid-19

  • NBA suspendeu jogos da temporada depois da confirmação que o pivô francês Rudy Gobert, do Utah Jazz, testou positivo para coronavírus
  • Seguindo a orientação da Fiba, a Confederação Brasileira de Basketball (CBB) anunciou nesta quinta o adiamento do início do Brasileiro, que começaria domingo com a partida entre Cerrado Basquete-DF e Anapolino-GO, em Brasília.
  • Na Fórmula 1, o GP da Austrália, que abriria a temporada, foi cancelado nesta quinta. A McLaren estava fora após um dos membros da equipe ter testado positivo para o Covid-19
  • UFC Brasília, evento de MMA neste sábado, será com portões fechados ao público por decreto governo do DF, que limita eventos a 100 pessoas
  • A Fifa confirmou o adiamento das rodadas dos dias 26 e 31 de março das Eliminatórias sul-americanas, a pedido da Conmebol
  • A Conmebol também cancelou a rodada da Libertadores da América da próxima semana, que teria jogos dos brasileiros São Paulo, Palmeiras e Santos
  • A pandemia causa problemas e afeta eventos de 80% das modalidades olímpicas na definição de atletas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, previstos para serem realizados entre 24 de julho e 9 de agosto. Apenas oito das 50 modalidades definiram classificados
  • Campeonato Japonês decidiu parar todas as competições esportivas até o dia 15 de maio
  • A Liga Europa e a Liga dos Campeões já tiveram e terão jogos sem público e confrontos adiadas. A Uefa marcou para terça-feira, 17, uma videoconferência para definir os rumos das competições e da Eurocopa. Juventus, da Itália, e Real Madrid, da Espanha, estão de quarentena
  • A federação de futebol dos Estados Unidos cancelou os treinos e jogos das seleções masculina e feminina até dia 30 de abril, incluindo o amistoso que as meninas teriam com o Brasil no dia 14 de abril
  • Na Espanha, a decisão da Copa do Rei entre Athletic Bilbao e Real Sociedad marcada para o dia 18 de abril também foi adiada. Os campeonatos Inglês, Alemão, Italiano, Francês, Português e Holandês tiveram jogos adiados e com portões fechados
  • Federação Internacional de Natação cancelou o Pré-Olímpico de Polo Aquático, que seria realizado em Roterdã, na Holanda, na próxima semana

Atletas em alerta nos EUA

Morando em Lincoln, no estado de Nebraska, nos Estados Unidos, o rio-pretense Alencar Chagas Pereira descobriu nesta quinta, 12, que não disputará o lançamento do martelete (modalidade para ambientes fechados) no NCAA (sigla em inglês para Associação Atlética Universitária Nacional), no próximo sábado, 14, no Novo México. Até o início desta quinta, a competição aconteceria com os portões fechados para o público.

"Estamos fora do campeonato nacional indoor por conta do vírus. Estava no Novo México para a prova e estou voltando. A temporada indoor acabou, agora vamos aguardar para ver como será a temporada outdoor (martelo tradicional e principal prova do atleta), mas a situação é bem séria", disse Alencar.

Nos EUA são 1.323 casos confirmados do Covid-19. Em Nebraska são dez casos, segundo o site que mapeia todos os casos do vírus no mundo. Alencar não sabe os rumos que a modalidade vai tomar, já que as provas do outdoor também foram canceladas. A primeira delas seria no Arizona, daqui duas semanas. "Algumas universidades estão em quarentena e os alunos não podem nem sair para competir ou treinar", comentou Alencar. "O vírus chegou a Lincoln, onde moro, e se continuar espalhando o risco é de cancelar a temporada toda."

Caso perca as principais provas, a solução seria voltar ao Brasil. As aulas na faculdade de Alencar foram suspensas nesta semana e ocorrerão virtualmente até que a situação se restabeleça.

Treinando em Los Angeles, na Califórnia, o lutador de artes marciais mistas Rafael Barbosa segue treinando normalmente e aguarda definições para voltar ao octógono. "As lutas estão paradas na Califórnia e no país por conta desse vírus. Não tinha luta marcada, mas estou treinando forte e me alimentando bem para ficar com a imunidade alta", contou Coxinha. Em seu estado são 179 casos confirmados, com quatro mortes.

Sob temor, tocha olímpica é acesa na Grécia

Divulgação/Agência Brasil Cerimônia na Grécia foi restrita a convidados e autoridades
Cerimônia na Grécia foi restrita a convidados e autoridades

A chama dos Jogos Olímpicos de Tóquio foi acesa nesta quinta-feira, no berço dos Jogos antigos, em uma cerimônia reduzida e sem a presença de público por causa do surto do coronavírus, dando início ao revezamento da tocha, que se encerrará em 24 de julho, na cerimônia de abertura.

Em pé na frente das ruínas do templo de Hera em Olímpia Antiga, a atriz grega Xanthi Georgiou, fazendo o papel de sacerdotisa pagã, usou um espelho côncavo para direcionar os raios do sol para uma tocha de prata, provocando o fogo. Depois, passou para a atiradora grega Anna Korakaki, ouro nos Jogos do Rio e responsável por iniciar o revezamento. A próxima a portá-la foi a japonesa Mizuki Noguchi, campeã olímpica da maratona em 2004.

Após um revezamento de sete dias pela Grécia, a chama será entregue aos organizadores de Tóquio em uma cerimônia no antigo estádio reconstruído em Atenas onde foi realizada a primeira edição da era moderna da Olimpíada, em 1896. No Japão, o revezamento da tocha começará em 26 de março a partir da província de Fukushima que foi devastada pelo terremoto e tsunami de 2011.

A parte cerimonial do evento de acendimento da tocha olímpica foi realizada com seu tradicional esplendor: jovens utilizando roupas tradicionais, uma oração para Apolo - o deus grego da luz -, danças sob o som de flautas e tambores, tudo isso sob um esplêndido céu azul.

(Agência Estado)

Conmebol suspende jogos

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) suspendeu todas as partidas da Copa Libertadores, previstas para acontecer na próxima semana, de 15 a 21 março. Em nota oficial, na quinta, a entidade disse estar comprometida com as medidas de segurança de saúde pública contra a propagação do novo coronavírus, e também com a proteção dos jogadores, profissionais evolvidos e torcedores. A entidade afirmou ainda que os ajustes no calendário da competição serão realizados.

Cinco clubes brasileiros entrariam em campo semana que vem pela Libertadores. O Flamengo enfrentaria o Independiente del Valle, no Equador; o Palmeiras jogaria contra o Bolívar, na Bolívia; mesmo local onde o Athletico-PR mediria forças com o Jorge Wilstermann; o São Paulo duelaria com o River Plate, na Argentina; e o Santos ficaria frente a frente com o time do Olímpia, no Paraguai.

Eliminatórias

A entidade máxima do Futebol atendeu à solicitação da Conmebol e adiou oficialmente realização das primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, previstas para acontecer nos dias 26, 27 e 31 de março. As novas datas ainda não foram divulgadas pela entidade.

(Agência Brasil)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.