Santos estreia diante de novato argentino Diário da Região - Futebol Internacional

Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 29 min 20
03/03/2020 - 00h30min

LIBERTADORES

Santos estreia diante de novato argentino

Jesualdo Ferreira tem problemas para escalar seu sistema defensivo nesta noite

Ivan Storti/Santos FC Everson defende o gol do Peixe diante do Defensa y Justicia nesta terça
Everson defende o gol do Peixe diante do Defensa y Justicia nesta terça

Irregular neste começo de temporada, ainda que seja o líder do seu grupo no Campeonato Paulista, o Santos inicia nesta terça-feira, 3, a sua trajetória na Copa Libertadores precisando melhorar a produção ofensiva em duelo com um novato na competição. A partir das 19h15, o time visita o argentino Defensa y Justicia, no estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, nos arredores de Buenos Aires.

Santos e Defensa y Justicia fazem parte do Grupo G, que também conta com o Olímpia e o Delfin, do Equador. E ambos se classificaram para a disputa do torneio continental depois de serem vice-campeões brasileiro e argentino, respectivamente, na última temporada.

Essa coincidência, porém, se opõe a trajetórias bem diferentes. Afinal, enquanto o Santos é um protagonista histórico da Libertadores, com títulos conquistados em 1962, 1963 e 2011, além do vice-campeonato de 2003, enquanto o Defensa y Justicia fará a sua estreia na competição.

Apesar do histórico positivo, o Santos faz um início de temporada bastante apagado. O time somou apenas 50% dos pontos disputados nas oito primeiras rodadas do Campeonato Paulista, com só três vitórias, desempenho que até é suficiente para colocar o time na liderança do seu grupo, o A, mas já colocou o técnico Jesualdo Ferreira sob pressão.

Esse cenário foi em parte amenizado pela atuação no empate por 0 a 0 com o Palmeiras, no último sábado, mas o clássico também expôs um dos principais problemas da equipe em 2020, a fragilidade do setor ofensivo, com apenas seis gols marcados. E não fez nenhum nas últimas três partidas.

"Muitas vezes, os resultados não estão de acordo com o que a equipe é capaz de fazer. Vamos para ganhar, não para participar. Vamos ver como recuperamos, como os lesionados recuperam e ver a melhor equipe para o jogo", disse Jesualdo, questionado por não conseguir repetir a ofensividade vista no Santos de 2019 com Jorge Sampaoli.

Melhorar o desempenho do ataque será fundamental para o time ter êxito na volta à Libertadores após ficar fora da competição em 2019. Mas os maiores problemas para Jesualdo escalar o time estão no sistema defensivo, que sofreu baixas na partida contra o Palmeiras, sendo a principal delas o volante Alison, que nem viajou para a Argentina por causa de dores no joelho direito. Nesse caso, Jobson é o favorito para substituí-lo, como ocorreu no clássico.

O lateral-esquerdo Felipe Jonatan também se lesionou - sofreu um trauma no tornozelo esquerdo -, mas está em tratamento para encarar o Defensa y Justicia. E a sua ausência forçaria uma improvisação, do zagueiro Luan Peres, pois o elenco não conta nesse momento com outro jogador da sua posição. Mas a tendência é que o lateral tenha condições de atuar.

O Defensa y Justicia é dirigido por Hernán Crespo, um histórico artilheiro argentino. Ele é o sucessor de Sebastián Beccacece, que trocou o clube pelo Racing após conduzi-lo ao vice-campeonato nacional na temporada 2018/2019. E o time vem de bom resultado no fim de semana, tendo empatado por 1 a 1 no Monumental de Nuñez com o River Plate, um resultado que embolou a briga pelo título nacional entre o seu último oponente e o Boca Juniors, além de tê-lo mantido entre os dez primeiros colocados.

Para um jogo histórico, contará com o estádio Norberto Tomaghello, com capacidade para 18 mil pessoas, lotado, pois os ingressos estão esgotados.

Ficha técnica

DEFENSA Y JUSTICIA

Luis Unsain; Néstor Breitenbruch, Adonis Frias e Juan Rodríguez; Guido Mainero, Neri Cardozo, Nelson Acevedo e Marcelo Benítez; Francisco Pizzini, Juan Lucero e Rubén Botta. Técnico: Hernán Crespo.

SANTOS

Éverson; Pará, Lucas Veríssimo, Luán Peres e Felipe Jonatan; Jobson, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Soteldo, Yuri Alberto e Eduardo Sasha. Técnico: Jesualdo Ferreira.

Árbitro: Gustavo Tejera (Uruguai). Local: estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, na Argentina, nesta terça, 3, às 19h15.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.