Após filas, Saúde cria 3º ponto de drive thruÍcone de fechar Fechar

Vacina contra gripe

Após filas, Saúde cria 3º ponto de drive thru

Partec também terá o sistema de vacinação; com isso, Rio Preto tem 30 espaços para vacina


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Após longas filas de veículos e espera de até três horas pela imunização contra a gripe nos pontos de vacinação com o sistema drive thru, a Secretaria de Saúde de Rio Preto criou um terceiro espaço com esse sistema, em que o paciente nem precisa descer do carro. Destinado apenas aos idosos acima de 60 anos, o novo local será no Parque Tecnológico (Partec) e começa a funcionar já nesta quarta-feira, 25.

Nesta terça-feira, 24, primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, foram aplicadas 16.956 doses da vacina em todos os 30 pontos de imunização - 2,5 mil apenas nos dois pontos de drive thru - no Parque Ecológico Dr. Joaquim de Paula Ribeiro, na zona norte, e no Centro Regional de Eventos. Neste último, houve discussões entre motoristas que aguardavam e filas duplas.

Era tanta gente que o comando da Guarda Civil Municipal (GCM) teve de triplicar o efetivo presente no local, para reorganizar o trânsito no estacionamento do Centro Regional de Eventos e na avenida José Munia - a fila de carros se aproximou da avenida Alberto Andaló.

Ana Lúcia Ribeiro, de 59 anos, chegou a ficar 2h30 na fila de espera para receber a vacina. Falta um ano para ela se encaixar na faixa de idoso, mas foi vacinada após apresentar atestado médico de tratamento contra o câncer. "Demorou um pouco, mas valeu a pena, porque é mais seguro esperar dentro do carro, sem risco de pegar o vírus numa fila de posto de saúde", diz a moradora.

O diretor da GCM, Silvio Pedro da Silva, disse que a vacinação no drive thru começou tranquila, controlada por três agentes, mas uma hora depois a grande quantidade de veículos obrigou a triplicar o efetivo. "Pessoal entrou em desespero e veio todos para cá (Centro Regional de Eventos)."

Apesar da demora pela quantidade de pessoas, a modalidade drive thru foi bem aceita. "Eu demorei um pouco para chegar e receber a vacina, mas vejo que está bem organizada", afirma Raul de Oliveira Júnior, 70 anos. Claudete Ribeiro, 71 anos, também gostou.

No outro ponto em que a modalidade drive thru está sendo aplicada, também houve lotação de veículos, mas sem tumulto. "Se for necessário, vamos criar um outro ponto de drive thru", afirmou o secretário da Saúde, Aldenis Borim.

Segundo a Saúde, apesar da grande procura, ainda há estoque de vacinas para atender Rio Preto e nova remessa chegou. "Nesta terça-feira, recebemos 32 mil doses da vacina contra a influenza", disse Borim.

Escolas

A campanha também foi realizada em 27 escolas, com filas enormes de idosos à espera da aplicação da dose. Muitos não respeitaram a distância mínima de segurança entre outras pessoas, de um metro e meio.

Em um dos pontos de vacinação, a escola municipal Irmã Dulce, no Santo Antônio, a fila parou por 40 minutos, porque as doses tinham acabado.

O aposentado João Batista Maia, 60 anos, lamentou que, apesar de ter chegado às 8h - horário do início da vacinação -, às 10h ainda não tinha recebido sua dose. "Falaram que mais doses iriam chegar. O governo fala para não ter aglomeração, mas impossível não ter se a gente têm de esperar tanto tempo", reclama o idoso.

Público-alvo

Embora a vacina da gripe não proteja contra o coronavírus, a campanha foi antecipada pelo Ministério da Saúde em razão da pandemia. Os idosos, principais alvos letais da doença, são os primeiros como forma de prevenir a influenza e para facilitar a triagem em caso de problema respiratório.

Nesta primeira etapa, de 24 de março a 15 de abril, a imunização será voltada para pessoas com 60 anos ou mais e profissionais da área da saúde. A meta da campanha no município é vacinar 78 mil pessoas inseridas nesses grupos.

De 16 de abril a 8 de maio, serão incluídos professores, portadores de doenças crônicas e forças de segurança. Na terceira e última fases, a partir de 9 de maio, serão incluídas crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, privados de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos com idades de 55 a 59 anos.

Clique aquiPontos de vacinação