Companhias aéreas cancelam voos em Rio Preto Diário da Região - Rio Preto

Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 31 min 18
25/03/2020 - 21h31min

Transporte

Companhias aéreas cancelam voos em Rio Preto

No terminal rodoviário, empresas fecham portas e suspendem destinos

Guilherme Baffi 25/3/2020 Funcionária faz limpeza de assentos no aeroporto de Rio Preto: queda de movimento
Funcionária faz limpeza de assentos no aeroporto de Rio Preto: queda de movimento

Cadeiras vazias e destinos cancelados compõem os cenários dos principais pontos de chegada e partida de Rio Preto. No Aeroporto Estadual Professor Eribelto Manoel Reino, as companhias aéreas Azul e Passaredo cancelaram todos os voos e a Latam opera com horários reduzidos. Até então, eram 41 voos diários entre chegadas e partidas no aeroporto.

No Terminal Rodoviário Governador Laudo Natel, os guichês fechados também são reflexos da paralisação do transporte rodoviário.

Os cancelamentos seguem medidas de prevenção do Ministério da Saúde para barrar a propagação do coronavírus. Diante da contenção e da quarentena, a Azul irá operar até o dia 30 de abril com apenas 70 voos diários para 25 cidades - Rio Preto está fora da lista. A empresa oferecia oito voos diretos entre Rio Preto e Campinas (nos dois sentidos) e ainda uma opção para Cuiabá (MT) e uma para Porto Seguro (BA), aos sábados.

Suspensão também nas rotas da Passaredo. A companhia está com todos os voos suspensos desde segunda-feira, dia 23 - dois voos diários entre Rio Preto e Brasília. "Nas últimas semanas, a demanda pela comercialização de passagens chegou próximo de zero, enquanto os no-show e cancelamentos cresceram substancialmente", afirma nota enviada pela assessoria de imprensa. No-show é a taxa cobrada quando o viajante deixa de embarcar ou perde o voo sem comunicar previamente a companhia aérea.

Até o fechamento desta edição, a Latam continuava a operar, mas com horários reduzidos. Nesta quarta-feira, 25, a companhia não operou voos, mas segundo informações do aeroporto há previsão para dois voos nesta quinta-feira, 26. Em nota, a companhia informou que trabalha com ajuste da sua malha doméstica e internacional. "Na medida em que a demanda continua a cair e existem cada vez mais restrições nas fronteiras", informou a empresa. Em períodos normais, a Latam oferece 27 voos entre Rio Preto e São Paulo - com até 13 diariamente.

Rodoviária

No terminal rodoviário, embarques e desembarques cancelados e guichês com portas cerradas. Empresas de ônibus que operam para a região Nordeste e estados como Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Sul do País estão com estes e outros destinos temporariamente suspensos. A Cometa continua com dois horários para São Paulo e um para Campinas, Itamarati com apenas cinco destinos e a Rápido D'Oeste indo apenas para Ribeirão Preto.

Transporte público

O transporte público do município opera com 30% da capacidade nesses últimos dias de mudanças de rotina para manter o máximo de pessoas possível em casa. "O balanço de terça-feira, 24, é que cerca de 70% dos passageiros não usaram o transporte", afirmou o secretário municipal de Trânsito, Transportes e Segurança, Amaury Hernandes.

O transporte de Rio Preto roda com 272 veículos. No início das medidas, o secretário e o Consórcio RioPretrans, formado pelas empresas Santa Luzia e Itamarati, cortou 50 ônibus. Para evitar aglomerações, a orientação é para que, quando um veículo preencher todos os assentos, outro deve ser utilizado. "Não é para ir ninguém em pé. Todos devem ir sentados, sem aglomeração", disse o secretário.

Limpeza

Álcool em gel, máscaras e higienização dos ônibus são algumas das medidas de assepsia contra o vírus no Terminal. A próxima ação será a pulverização de cloro hospitalar, pelo menos três vezes ao dia. Os produtos já estão com a Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb) e devem ser colocados em prática nos próximos dias.

 

Cobrança de pedágio gera questionamento

A manutenção da cobrança das tarifas de pedágio nas praças de estradas estaduais e federais causou indignação nas redes sociais depois que a empresária Laís Accorsi, de Rio Preto, publicou vídeo para cobrar um posicionamento das autoridades. O conteúdo obteve oito mil compartilhamentos e uma questão: a cobrança manual das tarifas contraria as medidas de prevenção do Ministério da Saúde para barrar a propagação da Covid-19?

"Não alteraram em nada. Eu liguei em praças da região, em praças de outros estados e todos os pedágios estão funcionando. O que adianta a população ficar em casa e entrarmos em crise se não há barreiras nesses pontos?". Para a empresária, o compartilhamento de notas, moedas e recibos nos caixas dos pedágios pode ser fonte de contaminação.

Responsável por administrar as estradas paulistas, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) não comenta sobre possíveis alterações na forma de cobrança manual. A agência apenas afirma que colocou orientações de prevenções em painéis e que orientou as empresas a fazer a assepsia correta das cabines.

A concessionária Triângulo do Sol, que faz a gestão das praças de pedágio da rodovia Washington Luís (SP-310), informou que colocou cestos para receber o dinheiro e evitar contato. A empresa também afirma que disponibilizou máscaras para os cobradores da cabine.

A Triunfo Transbrasiliana, responsável por praças de pedágio na rodovia BR-153, como Onda Verde e José Bonifácio, informou que as medidas para as cabines de cobrança são álcool em gel, máscaras e assepsia das cabines. (FP)

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos 3 primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.