Coloque seu bicho para malharÍcone de fechar Fechar

Pets

Coloque seu bicho para malhar

Rotina de exercícios entre cão e tutor reduz risco de doenças


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Pet que surfa, que anda de skate. Tem aqueles que até esquiam e praticam natação. Segundo pesquisa da Associação Americana do Coração, ter um animal de estimação e uma rotina de exercícios com o bicho, em especial cães, promove a redução do risco de doenças cardíacas nos tutores. Assim, quem tem um "fiel amigo" e treina, não raramente o leva para a prática esportiva. A companhia de ambos torna o processo de se exercitar mais fácil.

E isso é bom. "Nos animais, a prática de exercícios regulares estimula a aceleração do metabolismo, melhora da respiração e colabora para a digestão dos alimentos", explica a veterinária Karen Neves. Atividades frequentes ajudam o animalzinho a diminuir o estresse de ficar em casa, muitas vezes sozinho. "Existem diversos exercícios que podem ser realizados entre o dono e o pet nas cidades grandes como, por exemplo, caminhadas, pequenas corridas e até meditação", explica Karen, que pratica ioga regularmente com Margô, sua companheira da raça bulldog francês.

"As atividades físicas para os cães incidem em uma melhora considerável do condicionamento físico, além de evitar problemas de sobrepeso. Como os exercícios liberam no animal hormônios relacionados ao bem-estar, isso também tende a reduzir o nível de estresse e ansiedade", explica o veterinário Aldo Macellaro Junior, especialista em comportamento. Além disso, com os cachorros brincando e se divertindo, eles gastam muita energia, o que significa que comerá e dormirá bem, também devido ao cansaço do dia.

Mas não esqueça de introduzir a rotina de exercícios aos poucos. Isso vai permitir que o pet se acostume com a prática do esporte. "Esse momento com o seu pet é para ser repleto de diversão. Vale saber que nem todos os cães gostam de correr, então, observe se essa atividade também está sendo prazerosa para ele. É preciso respeitar os limites de cada um", explica a veterinária Priscila Rizelo.

Corridas no parque ou pelo bairro: Algumas raças que não podem fazer atividades físicas intensas. Fale com um veterinário antes de iniciar qualquer exercício com seu pet. Use guias. Para quem pretende praticar caminhadas ou pequenas corridas com mais de um cão, utilize a guia dupla, a mesma usada para condução de dois cães ao mesmo tempo. O acessório ajuda os cachorros a se orientarem melhor;

Brincadeiras também podem ser exercícios: Você pode começar com com algumas brincadeiras com bolinha e frisbee, que podem ser feitas em parques ou áreas ao ar livre com bastante espaço. Além de divertidas, as atividades fazem com que o cão pratique exercícios e gaste energia sem estar preso à guia ou coleira. Mas redobre a atenção para evitar que ele fuja e corra algum risco;

Cuidados com a saúde do seu pet: Dias quentes durante o verão podem causar insolação ou desidratação no pet devido ao calor intenso. Incentive-o a consumir água antes do passeio. Faça pequenas pausas para que ele possa se hidratar no trajeto. Geralmente, o início da manhã e o final da tarde são os horários mais recomendados;

Fique de olho na balança: Se o animal estiver acima do peso, é importante moderação. Inicie as primeiras semanas com uma caminhada, para que ele possa se acostumar. Aumente o ritmo aos poucos.