O que pode acabar com sua relaçãoÍcone de fechar Fechar

Comportamento

O que pode acabar com sua relação

Razões variam de um casal para outro, mas há motivos que podem acelerar o processo


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Nenhum relacionamento está isento de passar por crises e conflitos. O problema é que nem sempre é fácil perceber que o fim está próximo ou ainda que é preciso buscar ajuda para resolver os problemas. É claro que os motivos que levam a um desfecho nem sempre esperado variam de um casal para outro, mas a ciência tem algumas pistas.

Pesquisadores da Universidade de Western Sydney, na Austrália, fizeram um estudo para identificar quais são os principais motivos que levam uma pessoa a terminar seu relacionamento amoroso. Os psicólogos analisaram dados de mais de cinco mil pessoas entre 21 e 76 anos. As causas variam, mas entre as principais que levam uma mulher a colocar um ponto final estão a são falta de senso de humor, qualidade indesejável no sexo, preguiça e aparência desleixada.

Entre os homens, os resultados não são muito diferentes, mas eles também costumam terminar com as parceira quando vivem um relacionamento à distância.

"O relacionamento passa por momentos diferentes e é normal que os casais enfrentem crises ao longo do tempo. Entretanto, é possível identificar algumas situações que servem de alerta para tomar uma atitude e buscar a resolução dos conflitos antes que seja tarde demais", explica a psicóloga Denise Miranda de Figueiredo. Cada casal tem sua maneira de resolver seus problemas, mesmo que isso demore. "Mas, quando não é mais possível chegar a um consenso, pode indicar que é hora de repensar o rumo da relação", sugere Marina Simas.

  • Aparência desleixada: 71% das mulheres; 63% dos homens;
  • Preguiça: 72% das mulheres; 60% dos homens;
  • Muita dependência: 69% das mulheres; 57% dos homens;
  • Falta de senso de humor: 58% das mulheres; 50% dos homens;
  • Relacionamento à distância: 51% dos homens; 47% das mulheres
  • Sexo de qualidade ruim: 50% das mulheres; 44% dos homens;
  • Falta de autoconfiança: 47% das mulheres; 33% dos homens;
  • Vício em TV/videogame: 41% das mulheres; 25% dos homens;
  • Falta de desejo: 39% dos homens; 27% das mulheres
  • Teimosia: 34% das mulheres; 32% dos homens;
  • Falar muito: 26% dos homens; 20% das mulheres
  • Falar pouco: 17% das mulheres; 11% dos homens;
  • Ser franco e direto: 17% das mulheres; 11% dos homens;
  • Não querer ter filhos: 15% das mulheres; 13% dos homens;
  • Ter filhos: 14% dos homens; 12% das mulheres;
  • Ser muito atlético: 10% das mulheres; 7% dos homens;
  • Não ser atlético: 7% dos homens; 6% das mulheres.

Fonte: Universidade de Western Sydney