Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 28 min 21
11/02/2020 - 00h30min

CAPITAL DEBAIXO D'ÁGUA

Chuva recorde mergulha São Paulo no caos

Principais vias foram bloqueadas pela enchente, paralisando o trânsito

Divulgação/Agência Brasil Moradores se arriscam em meio a alagamento na capital paulista
Moradores se arriscam em meio a alagamento na capital paulista

Um forte temporal atingiu a capital na madrugada desta segunda-feira, 10, elevando o volume de chuva dos 10 primeiros dias de fevereiro a 208 milímetros, o equivalente a 96% da previsão para todo o mês. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), esta é a pior chuva de São Paulo para um mês de fevereiro desde 1983.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros, capitão Marcos Palumbo, informou que a corporação recebeu 4.090 chamados desde a noite deste domingo, 9, até a tarde desta segunda-feira. Foram registradas 796 ocorrências com enchentes na Grande São Paulo, 140 desabamentos e 120 quedas de árvores. Não foram registradas ocorrências com vítimas fatais. Nos bairros Ipiranga, Butantã, Tremembé e Perus foram acionados alertas.

O trânsito deu um verdadeiro nó, ainda que a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) tenha suspendido o rodízio de carros para veículos leves e caminhões. Isso porque o trânsito em duas principais vias da Capital, as Marginais Tietê e Pinheiros travou e ambas tornaram-se muito mais um estacionamento desde as primeiras horas da manhã até o final da tarde - a água invadiu por completo o asfalto, impedindo totalmente a circulação de veículos. Até aviões ficaram ilhados no Campo de Marte, na zona norte.

E para pedestres e passageiros, situação caótica também. Embora o metrô tenha conseguido funcionar totalmente, as linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) praticamente não puderam operar devido ao risco na linha férrea por conta das fortes chuvas e de estações que ficaram completamente alagadas, complicando quem se descola da Grande São Paulo - principalmente das regiões de Osasco e Santo Amaro - com destino à capital.

O temporal ultrapassou o recorde do nível de água do rio Pinheiros, marcando 719.6mm. Este é o maior valor já registrado desde 2005, quando o rio chegou a 718.9mm, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente. O órgão afirma que, apenas nesta madrugada, choveu 66% do total esperado para todo o mês de fevereiro.

Chuva em excesso

"Mudança climática não é discurso de ambientalista. Está chovendo nessa década o que não choveu no século passado", afirma Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, ao Estado. De acordo com ele, os pontos de alagamento registrado pelo Centro de Gerenciamento de Emergências Climática aconteceram porque o volume de chuva ultrapassou o que estava previsto na série histórica de 100 anos, usada para calcular o sistema de drenagem das chuvas. "Tudo foi implantado com essa lógica."

A Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), a maior central de abastecimento de frutas, legumes, verduras, flores, pescados e diversos da América Latina, localizada na zona oeste de São Paulo também ficou completamente alagada. Frutas e caixas amanheceram boiando na água das chuvas que inundou o local, que foi fechada sem previsão de reabertura. Comunidades próximas também foram atingidas.

O Tribunal de Justiça de São Paulo e a Polícia Federal também suspenderam o expediente devido às chuvas intensas. No Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região a água danificou o forro e choveu até dentro do elevador.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos tr�s primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.