Admirável humano novoÍcone de fechar Fechar

Painel de Ideias

Admirável humano novo

Não acredito que ainda é terça. A de sempre, campeão? A de sempre, meu irmão. Tim-tim. Brinda na garrafa pra fonte não secar. Hahahahaha. E essa tosse aí, cara? Tô tomando uns remédios aí. Tá certo, tem que se cuidar


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O despertador não tocou. Já está virando rotina essa mania de acordar dois minutos antes do horário programado. Ou será que o programado sou eu? É melhor levantar antes que eu perca a hora de novo. Porra, que chão gelado! Esfriou de novo nessa cidade maluca. Cadê minha escova? Beleza, lá vamos nós. Força, cara, é só mais uma terça-feira; o pior já passou. Até a barba tá aparada hoje.

Celular. Pasta, água fria, toalha de rosto. Registro, ruído, água quente, cheiro de ralo, sabonete, espuma, esponja, shampoo. Condicionador, não; me dá caspa. Celular. A garganta já tá arranhando, acho que vou resfriar de novo. Lembrar de passar na farmácia no caminho. Celular. Desodorante aerossol, perfume, gel. Cueca, camiseta - hoje vou de calça, tá frio pra burro. Café? Acho que vou tomar na padaria. Aproveito e já compro um doce pra depois do almoço. Preciso parar de comer tanto açúcar mas, quer saber? Que se dane! Celular.

Chaves, crachá, cara no espelho e uma espiada no olho mágico para ter certeza de que não vou cruzar com nenhum vizinho - meu humor é péssimo de manhã. Elevador, subsolo? Volta pro térreo, hoje vou a pé. Porta, portão, portaria, porteiro. Bom dia, bom dia. Cabeça baixa, odeio pisar sem querer em cocô de cachorro. Farmácia, farmácia, não posso esquecer do antigripal. Três cartelas de benegripe, por favor. Ah, uma neosalgina é sempre bom também. Vitamina C na promoção? Coloca no cesto. Acho que vou garantir e levar uma nimesulida para sossegar essa garganta arranhada. Débito. Desculpe, débito ou crédito? Débito, é débito. Saúde em primeiro lugar, né? Saúde em primeiro lugar.

Catraca, comanda, caralho-esqueci-o-guarda-chuva, café com leite. Celular. Uma média? Sim, uma média. Balcão. Pode passar a manteiga no pão. Chapa? Por favor. Tomara que esse tempo melhore pra gente poder tomar uma cervejinha no final do dia, hein? Tomara. E se não melhorar? A gente toma do mesmo jeito! Hahahahaha. Saúde, saúde! Celular.

Caixa, carteira, passos lentos no corredor dos doces. Eu mereço, não é mesmo? Dezesseis e trinta. Débito? Sim, débito, por favor.

Calçada, catraca, cartão do metrô. Catraca, calçada, cara, crachá. Cadeira giratória, café expresso, computador, celular. Já tem reunião? Já tem reunião. Ruído, conversa fora, teclado. Enter, enter, espaço, enter. Falta muito pra sexta? Pensando na cerveja já? Hoje tem. Hoje tem! Saúde? Saúde! Celular.

Tosse, espirro, café, comprimido. Água, pastilha, borbulha, adoçante ou açúcar? Adoçante, faz favor. Pigarro, garganta, comprimido. Toma bastante água, é importante se hidratar. Saúde em primeiro lugar.

Cara, crachá, almoço, relógio, celular. Escritório, telas, luzes, cortinas, carpete, rinite, laringite, labirintite; celular. Ainda bem que não tá chovendo. Deu a hora, bora? Celular. Crachá, cara, catraca, catraca, cartão, celular. Uma cerveja no bar do caminho para aliviar.

Não acredito que ainda é terça. A de sempre, campeão? A de sempre, meu irmão. Tim-tim. Brinda na garrafa pra fonte não secar. Hahahahaha. E essa tosse aí, cara? Tô tomando uns remédios aí. Tá certo, tem que se cuidar. Saideira? Só mais uma, dizem que suco de cevada faz bem pra saúde. Hahahaha (celular). Até amanhã, parça. Até amanhã.

Um copo d'água, comprimido, um xarope vencido? Mal não faz. Relógio, chaves, tevê, celular. Só mais uma latinha para dormir bem. Saúde em primeiro lugar...

LETÍCIA FLORES, É professora de Língua Portuguesa, revisora e escritora em Rio Preto. Escreve quinzenalmente neste espaço às terças-feiras