Lote de Rio Preto abrange 13 aeroportosÍcone de fechar Fechar

Concessão

Lote de Rio Preto abrange 13 aeroportos


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A concessão de 22 aeroportos do Interior terá lote liderado por Rio Preto que possui maior movimento e chega a 13 locais. Em entrevista ao Diário, publicada no domingo, o governador em exercício Rodrigo Garcia (DEM) revelou que o principal lote seria de Rio Preto. O segundo lote será encabeçado pelo aeroporto de Ribeirão Preto.

Segundo postagem de Rodrigo no Twitter, o leilão deve ocorrer até novembro. A privatização faz parte do programa de João Doria (PSDB) de novas concessões. Até o final do ano, o governo paulista também pretende disparar nova concessão de rodovias, que inclui três na região: Euclides da Cunha, Feliciano Sales Cunha e Assis Chateaubriand.

A relação de cidades inclui desde aeroporto de Votuporanga até de São Manoel, na região de Botucatu. Esse pacote foi denominado "lote noroeste". A relação inclui aeroporto de Tupã, um dos que registram menor quantidade de passageiros transportados e não possui voos regulares. No ano passado, o aeroporto registrou transporte de 562 passageiros.

Em Rio Preto, o total de passageiros foi de 816.016 em 2019. Os aeroportos paulistas são administrados pelo Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo), vinculado à Secretaria de Transportes.

"O Bloco Noroeste deverá ser liderado pelo aeroporto de Rio Preto e o Sudeste encabeçado pelo aeroporto de Ribeirão Preto. No entanto, os detalhes ainda serão definidos nos próximos dias, pelo Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas e CDPED (Conselho de Desestatização)", informou o Daesp, por meio de sua assessoria.

O conselho de parcerias público-privadas tem como presidente Rodrigo Garcia. Ele divulgou que os investimentos previstos são de cerca de R$ 700 milhões. A concessão terá prazo de 30 anos. Ele não detalhou investimentos por cidades.

"Quem vencer a disputa deverá investir em torno de R$ 700 milhões: R$ 400 milhões em melhorias de curto prazo na infraestrutura aeroportuária e R$ 300 milhões para manter a operação dos terminais ao longo dos 30 anos de vigência do contrato. A expectativa é de que o leilão seja em novembro", afirmou Rodrigo Garcia nas redes sociais.

Bloco Noroeste

  • Andradina
  • Araçatuba
  • Assis
  • Avaré/Arandu
  • Barretos
  • Dracena
  • Penápolis
  • Presidente Epitácio
  • Presidente Prudente
  • Rio Preto
  • São Manoel
  • Tupã
  • Votuporanga