PSDB trata pré-candidatura de Pupo como 'irreversível' Ícone de fechar Fechar
    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O presidente do PSDB de Rio Preto, Manoel Gonçalves, afirmou nesta quarta-feira, 12, que o partido já considera "irreversível" a pré-candidatura do vereador Renato Pupo a prefeito na eleição de outubro. Os tucanos reafirmam que Pupo, que ainda precisa se desfiliar do PSD, será o nome da legenda para enfrentar o prefeito Edinho Araújo (MDB) na disputa eleitoral.

A vinda do governador João Doria (PSDB) para cumprir agenda no município no início do mês consolidou o nome de Pupo como o nome do partido na briga pelo Executivo. O vereador foi apresentado oficialmente a Doria. E os tucanos carregam um tabu de nunca terem conseguido administrar o município.

Pupo, inclusive, já tem atuado para reforçar o partido do governador na cidade. O ex-presidente do PSD local Denilson Marzochi vai se filiar ao PSDB. Outros quadros do partido do vice-prefeito Eleuses Paiva devem acompanhar o vereador.

De acordo com Gonçalves, a legenda também busca nomes com possibilidade de disputar uma cadeira na Câmara. Atualmente, o PSDB não possui representantes na atual legislatura.

"Muita gente viu que a pré-candidatura é pra valer, principalmente após aquele evento realizado em dezembro. As pessoas estão apoiando o projeto de maneira espontânea", afirmou Pupo.

Edinho, que ainda não anunciou que vai disputar a reeleição neste ano, é o principal adversário de Pupo. O ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB) também é apontado como nome certo na disputa, além do empresário Kawel Lotti (Podemos), do ex-deputado estadual João Paulo Rillo (PSOL) e de Carlos Arnaldo (PDT). Uma das novidades ainda é o nome da coronel da Polícia Militar Helena dos Santos Reis (sem partido).