Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 30 min 20
07/02/2020 - 17h02min

EXPLICAÇÕES

Deputada convida coronel da PM para falar de agressão a grávida

Beth Sahão (PT) quer ouvir o comandante do 17º Batalhão da Polícia Militar de Rio Preto, coronel Paulo Sérgio Martins

Mara Sousa/Arquivo Beth Sahão (PT),  deputada estadual quer ouvir comandante da Polícia Militar
Beth Sahão (PT), deputada estadual quer ouvir comandante da Polícia Militar

A deputada estadual Beth Sahão (PT) fez um ofício para convidar o comandante do 17º Batalhão da Polícia Militar de Rio Preto, coronel Paulo Sérgio Martins, para "prestar informações acerca dos procedimentos apuratórios e punitivos em relação ao agente que abordou, de forma abusiva e truculenta, uma mulher grávida de cinco meses" na cidade. Não consta a data de quando o coronel prestaria os esclarecimentos. Os esclarecimentos deverão ser prestados na Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana e da Participação Social da Assembleia Legislativa de São Paulo.

"Conforme consta no noticiário do dia 4 de fevereiro, no período da tarde, policiais militares, sob a justificativa de abordagem de suspeito de porte de entorpecentes, acabaram por abordar uma mulher sem qualquer relação com o tipo penal em perseguição, e de forma abusiva e truculenta, imobilizou a jovem grávida de 5 meses", consta na justificativa do convite.

De acordo com a deputada, as imagens mostram o policial imobilizando a "grávida no chão com os joelhos sobre a barriga e seio e, num ato de crueldade, desferiu-lhe um tapa no rosto, submetendo-a situação de tortura, provocando-lhe dor, embora a vítima se encontrasse incapacitada de qualquer reação".

No documento, a petista afirma ainda que "apesar de ter havido o afastamento do policial agressor, esta medida não é uma resposta eficaz para com o agente público que violou regras protocolares da própria Polícia Militar quanto a abordagem a mulheres e também violou as regras constitucionais de proteção física e psíquica às pessoas, mesmo quando perseguidas por prática criminosas". "Desta forma, é imperioso que o comandante do 17º Batalhão venha a esta Casa prestar informações acerca dos procedimentos apuratórios e punitivos em relação ao agente", escreveu Beth no convite. 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos tr�s primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.