Bolsonaro confirma nome de Braga Netto na Casa CivilÍcone de fechar Fechar

Mexida

Bolsonaro confirma nome de Braga Netto na Casa Civil

Ministro Onyx Lorenzoni (DEM) vai para o Ministério da Cidadania


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O presidente Jair Bolsonaro oficializou nesta quinta-feira, 13, trocas no primeiro escalão do seu governo. Aliado desde a campanha eleitoral, Onyx Lorenzoni deixará a Casa Civil para assumir o Ministério da Cidadania, no lugar de Osmar Terra. O general Walter Braga Netto, chefe do Estado Maior do Exército e que comandou a intervenção federal no Rio de Janeiro em 2018, substituirá Onyx no cargo. Com a formalização da mudança, todos os ministros com assento no Palácio do Planalto terão origem militar.

O anúncio foi feito por Bolsonaro por meio do Twitter. A cerimônia de transmissão dos cargos será realizada na próxima terça-feira, 18, no Palácio do Planalto.

Onyx ocupava o ministério mais importante do governo, mas teve suas funções esvaziadas nos últimos dias após sofrer seguidos desgastes. No Planalto, assessores afirmam que o comportamento do ministro vinha incomodando não apenas o presidente, mas seus colegas de Esplanada, que o acusam de fazer a velha política, ao usá-los para atender demandas do baixo clero do Congresso.

Na Cidadania, Onyx terá a missão de comandar o Bolsa Família, principal programa de distribuição de renda do governo. Terra enfrentava críticas por não conseguir levar adiante uma reformulação do programa, o que agora deve ser tocado pelo novo ministro.

A troca de ministros ocorre menos de uma semana após Bolsonaro retirar Gustavo Canuto do Ministério do Desenvolvimento Regional e nomear Rogério Marinho no lugar. O motivo também foi a intenção de Bolsonaro de turbinar a área social da sua gestão. A pasta é responsável pelo Minha Casa Minha Vida, programa habitacional do governo.

Nova missão

Ao deixar a Casa Civil para assumir o Ministério da Cidadania, o ministro Onyx Lorenzoni chamou o presidente Jair Bolsonaro de "líder" e afirmou que, no governo, "não importa o número da camiseta" de cada integrante.

"O time Bolsonaro é humilde, é unido e é forte. Aqui, não importa o número da camiseta. O presidente me entrega hoje uma nova missão que eu vou cumprir com o mesmo zelo, a mesma dedicação e o mesmo empenho, para melhorar e transformar a vida dos brasileiros e das brasileiras", afirmou. Na legenda do vídeo, Onyx escreveu: "uma nova missão".

"Quero agradecer a todos que me acompanham junto com o presidente Jair Bolsonaro nessa luta que começou lá em 2017, ali em 13 de novembro de 2018 o presidente me deu uma missão que nós concluímos agora, por decisão do presidente", disse Onyx na gravação.

No lugar de Onyx, assumirá o general Walter Braga Netto, chefe do Estado Maior do Exército e que comandou a intervenção federal no Rio de Janeiro em 2018.

Onyx teve suas funções esvaziadas desde o ano passado após sofrer seguidos desgastes. Nas últimas semanas, Bolsonaro já dava sinais de que queria uma pessoa operacional, com perfil militar, para conduzir a coordenação do governo.