Daniel Alves minimiza furto de carro na CapitalÍcone de fechar Fechar
    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Um dia após ter seu carro furtado, o lateral Daniel Alves minimizou nesta quinta-feira o episódio. O jogador do São Paulo lembrou que também foi alvo de furtos na Espanha e na França e afirmou que seu "legado não é materialista". "Queria agradecer a todos vocês pelas mensagens, pela preocupação, pelo carinho, pelo respeito, mas eu queria dizer que eu vivo por um legado. E meu legado não é materialista, meu legado é de inspirar as pessoas a serem melhor a cada dia. Não me apego ao material, não me apego a coisas que quando eu não estiver aqui não vão caber mais onde eu estiver", declarou o jogador.

O furto aconteceu na noite de terça no bairro de Pinheiros, zona oeste da capital. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), um ladrão entrou no estacionamento onde o veículo Mercedes Benz GLE 400 havia sido deixado, ligou o carro e fugiu do local. O camisa 10 do clube do Morumbi não estava presente no momento do crime. O caso foi registrado como furto.

"São fatalidades. Infelizmente, é a terceira vez que acontece, não acredito que seja um problema do Brasil. Acredito que seja um problema social, o caos social que vivemos. Aconteceu isso comigo na Espanha, na França, então é sinal de que o problema social é generalizado, em diversos países também acontece, também tem esse tipo de coisa", comparou.

De olho no clássico com o Corinthians, sábado, no Morumbi, pelo Paulista, Fernando Diniz fechou o treino de quinta. A preparação será finalizada nesta sexta.