Meia prevê desafios com grama sintéticaÍcone de fechar Fechar

MIRASSOL

Meia prevê desafios com grama sintética


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O meio-campista Chico, do Mirassol, é um dos poucos jogadores do elenco que sabem como é jogar em um gramado sintético. Neste domingo, 16, o Leão visita o Palmeiras na reinauguração do Allianz Parque, que passará a ter este tipo de grama. "Já tive uma experiência de jogar em grama sintética na Arena da Baixada, contra o Athletico-PR. A gente pode ter alguma dificuldade, mas durante o jogo teremos que nos adaptar o mais rápido possível", disse o jogador, ex-Ceará, em entrevista à TS Rádio.

Para Chico, a principal dificuldade será com a velocidade da bola em comparado ao gramado natural. "A bola quica mais, fica mais viva. Vai ser bom pra gente, mas temos que nos acostumar e nos adaptar rapidamente. Em um passe e no domínio, ela escapa um pouco mais. Num chute a bola corre mais rápido e teremos que ter mais cuidado", comentou.

A reforma do gramado alviverde começou na metade de janeiro. O clássico contra o São Paulo teve que ser transferido para Araraquara por conta de reforma. "A gente já sabe dessa questão do gramado e temos trabalhado bastante. Não temos um campo sintético para trabalhar, mas estudamos o adversário para fazer um bom jogo", contou Chico.

O Leão embarca para a capital paulista na manhã deste sábado, 15, para encarar o Verdão às 16 horas do domingo.