Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 29 min 21
07/02/2020 - 00h30min

POUPANÇA

Despesas de começo de ano levam a saque recorde

Outras aplicações, influenciadas pela Selic em baixa, também motivam retiradas

Tania Rego/ABr Saques em alta para suprir despesas extras como IPTU e escola
Saques em alta para suprir despesas extras como IPTU e escola

As famílias brasileiras voltaram a sacar recursos da caderneta de poupança em janeiro deste ano. Dados do Banco Central mostram que, no mês passado, os saques líquidos somaram R$ 12,356 bilhões. Foi o maior volume de saques em um único mês em toda a série histórica do BC, iniciada em janeiro de 1995.

Retiradas de recursos costumam ser comuns nos meses de janeiro. Isso porque muitas famílias apelam para o dinheiro da caderneta de poupança para fazer frente a diversas despesas de início de ano, como o pagamento do IPTU em muitas cidades e os gastos com matrícula e material escolar dos filhos.

Em janeiro, os depósitos brutos somaram R$ 216,987 bilhões, enquanto os saques brutos foram de R$ 229,344 bilhões. Assim, considerando a saída líquida de R$ 12,356 bilhões e o rendimento de R$ 2,506 bilhões visto no mês, o estoque total na caderneta de poupança atingiu R$ 835,615 bilhões no fim de janeiro.

Em todo o ano de 2019, a poupança havia registrado depósitos líquidos de R$ 13,327 bilhões. Em janeiro do ano passado, os saques líquidos haviam sido de R$ 11,232 bilhões.

Além da necessidade de recursos pelas famílias, o saldo da caderneta de poupança tem sido influenciado pelo interesse de uma parcela dos investidores por outras aplicações. Isso porque, com a queda da Selic (a taxa básica de juros), a remuneração da poupança também vem diminuindo.

Atualmente, a poupança é remunerada pela taxa referencial (TR), que está em zero, mais 70% da Selic. A Selic, por sua vez, está em 4,25% ao ano, no menor patamar da história.

Esta regra de remuneração vale sempre que a Selic estiver abaixo dos 8,50% ao ano. Quando estiver acima disso, a poupança é atualizada pela TR mais uma taxa fixa de 0,5% ao mês (6,17% ao ano).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos tr�s primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.