Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 19
14/02/2020 - 00h30min

ECONOMIZE

Comprar no atacarejo faz bem para o seu bolso

Calcule se vale a pena comprar em maior quantidade

Leonardo Lino 12/2/2020 Aparecido de Almeida compra no atacado
Aparecido de Almeida compra no atacado

Fazer compras em 'atacarejos' - lojas de atacado que vendem no varejo - tem sido cada vez mais comum na vida dos consumidores. Isso acontece pelo fato de que as pessoas estão procurando alternativas para economizar. Comprar em atacado é uma dessas estratégias, porém o consumidor deve tomar muito cuidado. Ao fazer os cálculos por unidade, comprar em maior quantidade acaba representando economia, mas também pode significar prejuízo.

O consultor financeiro Moisés Dias afirma que antes de fazer compras nesse tipo de loja, o consumidor deve fazer um orçamento e ver se vale a pena estocar aquele produto. "Sempre tome cuidado com a quantidade, verifique se realmente necessita. A maior vantagem é o preço. Dependendo do produto, no atacado, ele pode chegar a ter um valor 30% mais baixo do que se for comprado por unidade".

O aposentado Aparecido Donizete de Almeida costuma comprar alguns produtos em atacado. "Sempre observo quais os produtos estão compensando comprar em grande quantidade. O amaciante e água sanitária são produtos que sempre levo em maior quantidade. Por usarmos bastante e ter o preço menor, eu compro no atacado".

Pesquisa

Na pesquisa desta sexta-feira, 14, o Diário cotou os preços de 119 produtos em 13 supermercados de Rio Preto. A variação total chegou a R$ 341,54.

Clique Clique aqui para ver a tabela de preços de cesta básica

Clique Clique aqui para ver a tabela de preços de produtos de supermercados

 

Como organizar a vida financeira

Para muitos, organizar a vida financeira é uma dificuldade. Muita gente não consegue lidar com a quantidade de contas e, se não houver cuidado, esse pode ser um problema que não para de crescer. Para ajudar nesta empreitada, a consultora em finanças pessoais Cíntia Augusto elencou algumas dicas:

Primeiro passo - "O sucesso do planejamento é gastar menos do que se ganha, aliado a um controle dos gastos. Para chegar a esse resultado, anote seus gastos da forma mais simples possível. Separe um valor do seu salário para investir todos os meses. Por menor que seja, isso vai te levar ao hábito de poupar".

Controle os gastos - "Um exemplo que a pessoa pode seguir é o método 50/30/20. Consiste em separar sobre o valor líquido das suas receitas 50% para gastos essenciais (alimentação, moradia, transporte, saúde, escola/faculdade), 30% para supérfluos (lazer e cuidados pessoais) e 20% para investimentos".

Formas para pagar as dívidas - "Faça uma lista com todas as dívidas. Feito isso, identifique as que têm juros mais altos, como cartão de crédito e cheque especial. Tente renegociar o valor da parcela e estender o prazo de pagamento. Mesmo estendendo o prazo é mais vantajoso do que ficar sem pagar". Outra opção é a portabilidade de dívida. Segundo ela nesta negociação a pessoa pode até conseguir um juro menor no montante da dívida.

Reserva de emergência - "O ideal a ser mantido na reserva é o valor do seu custo de vida durante seis meses. Ela deve ser usada para cobrir gastos inesperados, como, por exemplo, perder o emprego. O valor da reserva deve ser mantido em investimentos com liquidez diária, uma regra primordial que significa que pode ser sacado a qualquer momento".

Calendário

A Caixa iniciou nesta quinta-feira, 13, o pagamento do Abono Salarial (Programa de Integração Social - PIS) calendário 2019/2020, para os trabalhadores nascidos nos meses de março e abril. Os valores variam de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano base 2018.

Os pagamentos são escalonados conforme o mês de nascimento do trabalhador e tiveram início em julho, com os nascidos naquele mês. O prazo final para o saque do abono salarial do calendário de pagamentos 2019/2020 é 30 de junho de 2020.

A Caixa irá disponibilizar cerca de R$ 16,5 bilhões para mais de 21,6 milhões de beneficiários até o final do calendário.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos tr�s primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.