Blocos iniciam seus tradicionais "esquentas" em Rio PretoÍcone de fechar Fechar

CARNAVAL

Blocos iniciam seus tradicionais "esquentas" em Rio Preto

Não é preciso ir para São Paulo ou Rio de Janeiro para curtir o Carnaval; eventos, com temas diversos, irão ocupar as ruas de Rio Preto no ritmo das marchinhas, sambas de época e músicas populares


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A agenda 2020 dos blocos de Carnaval de Rio Preto já está entre nós. A programação carnavalesca começa neste sábado, 15, e acaba apenas no dia 29 de fevereiro. Ou seja, serão vários dias de festa para os foliões se divertirem.

Para te ajudar a não perder nenhuma festa, o Diário da Região montou uma programação do Carnaval de rua em Rio Preto. Agora é só escolher o bloco que mais combina com você, ou selecionar todos, e curtir a folia.

 

Neste sábado, 15, das 15h às 19h

  • Saída: Asilo de Schmitt
  • Chegada: Seringueiras da Estação
  • Público esperado: 4 mil pessoas

O bloco carnavalesco Toca da Carlota, que faz um resgate das antigas marchinhas e sambas de Carnaval, vai abrir a programação dos eventos neste sábado, 15, no Distrito de Engenheiro Schimitt. Clássicos como "Mamãe, eu quero", "Ô abre alas" e "Alalaô" estão entres as marchinhas que ganham som com o grupo. Segundo Aldo César Devasio, um dos organizadores do evento, o intuito é preservar a memória da cultura brasileira e reviver os antigos carnavais. As pessoas desfilam no chão e a participação é gratuita

O bloco, que chega a sua quarta edição, é para todas as idades, desde crianças até os idosos mais animados. São 54 integrantes confirmados que irão compor a banda, entre trompetistas, percussionistas, cantores, ritmistas e outros, que serão acompanhados por um trio elétrico. O tema deste ano é "Relembrando Antigos Carnavais". Um dos destaques da edição é a participação dos alunos do Projeto Guri, que farão a abertura do evento. O uso da camiseta do bloco não é obrigatório. "A intenção é a diversão saudável", afirma Devasio. Informações: 99771-1980

  • Dia: 20 de fevereiro, das 18h30 às 22h
  • Concentração: Rua Raul Silva esquina com Rua Independência
  • Público esperado: 1 mil pessoas
  • Dia: 29 de fevereiro, das 16h às 19h
  • Concentração: Praça Central Distrito de Talhado
  • Público esperado: 500 pessoas

Com uma bateria própria, formada por 40 integrantes que estão ensaiando desde dezembro do ano passado, o bloco abordará em 2020 o tema "El grito de los muertos", referência aos amigos da comunidade latina. Com o objetivo de fazer uma celebração inédita e animada, o grupo irá promover a mistura entre o samba e salsa, o axé da Bahia e merengue e as tradicionais marchinhas com o reggaeton. A entrada é gratuita e o evento, no dia 20, começa às 18h30

A programação musical do dia 20 terá shows do grupo Luz do Desejo (samba e pagode anos 90), banda Azucar (ritmos latinos e axé da Bahia) e bateria Samba Cedrus (sambas enredo e marchinhas). Já no dia 29, o bloco fará a ressaca do Carnaval em Talhado. Menor de 18 anos deverá ir apenas acompanhado do responsável legal. Informações: (17) 98827-0007

  • Dia: 21 de fevereiro, das 19h às 23h
  • Saída: Rua Azaim Pinto Murta, 136 - Jardim Vitória Régia
  • Público esperado: 1 mil pessoas

O bloco, que teve início na década de 70, foi resgatado no ano passado com o objetivo de promover a cultura afroreligiosa e afrodescendente com passos de dança e batuques. Expressão cultural que resgata e enaltece as raízes africanas na formação do Brasil, o bloco afoxé não é só festa, é também ação social. Nesta edição, o evento terá a banda Dona Encrenca, que apresentará um repertório especial com muito axé dos anos 90

Kauê Rocha, organizador ao lado de Oberdan Vieira Rocha, afirma que o evento tem o objetivo de tentar amenizar a onda de intolerância religiosa e de preconceito racial registrada em todo o mundo. "Por meio da arte e da cultura, queremos incentivar o respeito em relação às questões sociais, de raça e credo. A nossa religião é séria e importante. Vamos brincar com respeito e reunir toda a família." Informações: (17) 98805-6562

  • Dia: 22 de fevereiro, das 11h às 13h
  • Local: Jardim Suspenso - Terminal Urbano
  • Público esperado: 500 pessoas
  • Dia: 29 de fevereiro, das 15h às 20h
  • Local: Complexo Swift
  • Público esperado: 1 mil pessoas

Realizado desde 2015, o bloco quer evidenciar a negritude no Carnaval local. Gratuito e aberto a toda a população, o evento terá show do grupo Batuqueiros da Vila, formado por um grupo de amigos apaixonados por samba, e outros convidados. Mais uma vez, fazendo um resgate da historicidade e da vivência contemporânea da cultura do povo negro, os organizadores irão explorar diferentes ritmos da cultura africana

Vinicius Rocha, um dos organizadores do evento, afirma que o evento é uma ação de conscientização e enfrentamento do racismo. "O bloco revela a importância da cultura negra para o Carnaval. Não existe cultura brasileira sem a cultura negra. Foram os blocos afros que deram origem às escolas de samba e outras manifestações. O evento ainda instiga uma reflexão. Negro não é fantasia, como a negra maluca que é usada de forma estereotipada, e é tão racista e desatualizada. Nosso evento é diversão e conscientização." Informações: (17) 98223-4508

  • Dia: 22 de fevereiro, das 13h às 18h
  • Saída: Mercado Municipal
  • Chegada: Praça da Figueira (Santa Cruz)
  • Público esperado: 3 mil pessoas

Creuza Arruda, uma das organizadoras do evento, afirma que os participantes do bloco podem preparar animação, abadá ou fantasia, confete e disposição para o evento de 2020. Com o tema "Saciricando", o evento vai resgatar, mais uma vez, a cultura popular. Com marchinhas e clássicos de todos os carnavais, o bloco quer reunir toda a família para se divertir, desde o bebê no carrinho até o idoso na cadeira de rodas

Neste sábado, 15, das 16h às 20h, a organização vai entregar os abadás no Salão Green Gold do Centro Social Estoril, na festa "Caldinho do Saci". Na ocasião, os foliões serão comandados pelo grupo de samba "Virado Pra Lua" e poderão degustar um caldinho de feijoada. Será uma tarde de samba para já aquecer as baterias para o evento no dia 22. Esta é a 16ª edição do bloco do Saci em Rio Preto e terá animação musical dos grupos Cinco & Samba e As Chicas. Informações: (17) 3201-1550

  • Dia: 22 de fevereiro, às 17h
  • Concentração: Centro Regional de Eventos
  • Chegada: Bar do Português
  • Público esperado: 1 mil pessoas

Idealizado por Paulinha Golden, Elis Ribeiro, Lilian Vieira e Cintia Cotes, o bloco As Chicas é uma das ações da banda As Chicas, banda formada após a realização da segunda edição do Encontro Nacional das Mulheres na Roda de Samba, que reuniu no ano passado em Rio Preto musicistas, cantoras, compositoras, produtoras, dançarinas, fotógrafas e expositoras. O evento entra na rua alertando a população com uma mensagem de inclusão e de combate à violência contra a mulher

Com o objetivo de arrastar mulheres, familiares e apoiadores da causa, o evento terá como convidada especial a cantora, compositora e instrumentista Dayse do Banjo. "Ela é uma referência na história do samba e nossa madrinha do bloco", afirma Paulinha Golden. O evento, no Centro Regional, terá cerca de três horas. A festa será encerrada no Bar do Português, onde quem tiver o abadá não pagará a entrada. A banda As Chicas é formada por 25 mulheres e o nome é inspirado em Chiquinha Gonzaga. Informações: (17) 99623-6566

 

  • Dia: 23 de fevereiro, das 16h às 00h
  • Saída: Centro Cultural Vasco
  • Público esperado: 5 mil pessoas
  • Dia: 24 de fevereiro, das 15h às 00h
  • Saída: Centro Cultural Vasco
  • Público esperado: 5 mil pessoas

Um dos mais tradicionais blocos, o Vasco terá dois dias de folia. O evento terá o tema "Nosso samba tá na rua" e homenageará a cantora e compositora Beth Carvalho, que foi uma das maiores intérpretes do samba no Brasil. O evento, que é indicado para todos os públicos, terá, pela primeira vez, o palco montado na rua. As atrações confirmadas são: Zeca Barreto e Banda, Bozó, Eli e Amigos, João Liossi e Banda, DJ Harlen Félix, Os Kombinados, As Chicas e Maestria do Samba

Em uma releitura dos antigos carnavais de rua, com marchinhas, muito confete e serpentina, o evento resgatará o melhor do samba e das músicas de qualidade. Nesta edição, o evento terá uma praça de alimentação separada da área da concentração. O uso do abadá é facultativo. Informações: (17) 99604-1213