Projeto estimula a dança na terceira idade em Rio PretoÍcone de fechar Fechar

'RITMOS E MOVIMENTOS'

Projeto estimula a dança na terceira idade em Rio Preto

Aulas são gratuitas e voltadas a pessoas acima dos 60 anos de idade


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Estimulante e também muito divertida. A dança na terceira idade faz bem à saúde, evita a solidão e o isolamento. Estimular o hábito da dança em pessoas acima dos 60 anos é um dos objetivos do projeto "Ritmos e Movimentos", do Sesc Rio Preto, que tem início nesta quarta-feira, dia 12 de fevereiro, com aulas gratuitas.

A ação integra a programação do mês de fevereiro destinada ao público idoso, que contemplará oficinas, palestras, shows e bate-papos envolvendo diversas linguagens artísticas, que contribuem para que os idosos participem cada vez mais da sua comunidade, tornando-os produtores e consumidores de bens culturais, fazendo com que eles participem ativamente da construção de políticas públicas.

Nos últimos 77 anos, a expectativa de vida do brasileiro aumentou 30,5 anos. Segundo o IBGE, a expectativa de vida era de 45,5 anos em 1940 - 42,9 anos para homens e 48,3 anos para mulheres. Hoje, é de 76 anos. Uma pesquisa da Fapesp aponta que, em 2025, o Brasil terá a sexta maior população de idosos no mundo.

Preocupado com o envelhecimento saudável da população, o Sesc SP criou o Trabalho Social com Idosos (TSI), um programa que prioriza a inclusão social do idoso, sua participação política, e a criação de oportunidades de convivência entre as gerações.

Entre as diversas ações previstas para o mês de fevereiro, o projeto 'Ritmos e Movimentos', propõe aos idosos experimentar diferentes variações e ritmos passando pela evolução da dança. De acordo com o coreógrafo e professor de dança, Thiago Prates, 28 anos, uma das propostas do projeto é de quebrar a ideia pré-estabelecida de que para dançar nas festas é necessário de um parceiro. "Existe esse entendimento de que é preciso de um par para dançar e se divertir. Ocorre muito nos bailes, de o idoso não encontrar um par e, por isso, não se envolver. Neste projeto, nós iremos trabalhar blocos de movimentações e coreografias específicas para essa faixa etária para mostrar que é possível dançar individualmente", explica.

As aulas da oficina 'Ritmos e Movimentos' são semanais e serão realizadas às quartas-feiras, entre os dias 12 de fevereiro e 11 de março, com exceção ao dia 26 de fevereiro. Ao todo, são 40 vagas e os interessados devem procurar a Central de Atendimento para formalizarem a inscrição.

Durante as oficinas, os participantes poderão experimentar diferentes variações e ritmos acompanhando a evolução da dança a partir da década de 70 até os dias de hoje. Segundo o professor, essa diversidade propõe uma movimentação intensa e divertida. "Assim como a música e os ritmos, os tipos de dança também evoluíram. Desenvolveremos todo esse processo para trabalhar o lado individual dos idosos, pensando em fazer com que eles consigam desenvolver sua dança, independentemente do ritmo", destaca.

Durante sua experiência no trabalho com idosos, o profissional conta ter percebido uma crescente evolução dos alunos que refletem em simples práticas cotidianas, como amarrar os sapatos ou mesmo alcançar itens de prateleiras mais altas. Prates salienta, ainda, que a dança na terceira idade é uma excelente forma de se combater o sedentarismo, já que ela pode proporcionar diversos benefícios à saúde mental e corporal, além de trabalhar na socialização dos idosos.

"Uma coisa que percebemos na sala de aula é a mudança que os idosos apresentam depois que começam a se enturmarem com os colegas. As aulas os estimulam a sair de casa e à movimentação dos corpos, proporcionada pelas coreografias; trabalha no fortalecimento da musculatura, além de liberar adrenalina", destaca.

Atividades

No mês destinado aos idosos, no Sesc Rio Preto, um dos destaques é o projeto anual Além da Memória, que teve suas atividades iniciadas em janeiro e que seguirão até o final do ano, cuja temática se debruça em explorar as acepções que a palavra memória traz.

Acolhendo também a programação de Carnaval, o grupo Flor de Abóbora faz uma apresentação dedica à terceira idade no dia 21, sexta, a partir das 14h. O repertório, composto por marchinhas, samba-enredos e frevos resgata os antigos bailes de Carnaval.

Encerrando a programação do projeto no mês, dia 28, sexta, a partir das 14h, a influenciadora digital Vovó Izaura participa de um bate-papo para falar sobre questões como comportamento social, tabus e moda na terceira idade. Com quase 80 anos, Izaura Demari é uma apaixonada por roupas e acessórios, e seus looks, postados nas redes sociais, já conquistaram milhares de seguidores.

Show

  • Com grupo Flor de Abóbora
  • Dia 21 de fevereiro
  • Horário: das 14h às 17h

Bate-papo

  • Com Vovó Izaura, influenciadora digital
  • Dia 28 de fevereiro
  • Horário: 14h

Aula de Dança de Salão

  • Para pessoas acima dos 60 anos
  • Todas as terças e quintas
  • Horário: das 14h às 15h30

Curso de iniciação teatral

  • Para pessoas acima dos 60 anos
  • Todas as terças e quintas
  • Horário: 16h

Aulas de violão

  • Diversos dias da semana
  • Para pessoas acima dos 60 anos

Aulas de Canto

  • Todas as quintas-feiras
  • Horário: 15h
  • Para pessoas acima dos 60 anos