IMG-LOGO
Home Comportamento
Comportamento

Seu celular é fonte de ansiedade ou tranquilidade?

Aplicativos ajudam a relaxar e ensinam os primeiros passos para iniciar uma meditação

Jéssica Reis - 01/02/2020 00:14

Você já se assustou ao perceber que perdeu uma hora inteira somente olhando para uma rede social? Ou se sentiu ansioso por uma notificação do What´s App que não chegou ou aguardando alguém responder uma mensagem que você enviou? Os smartphones são muito úteis no nosso dia a dia, facilitam a comunicação, mas também podem ser fonte de ansiedade.

Por outro lado, o aparelho podem proporcionar alguns minutos de tranquilidade. Uma pesquisa apontou que as pessoas que utilizam o celular com parcimônia parecem ter maior controle sobre suas vidas e menores níveis de estresse, segundo a Professora Doutora Neide A. Micelli Domingos, psicóloga e diretora acadêmica do MD Cursos, em Rio Preto. "Sendo assim, depende da forma como esses aparelhos são utilizados e das características individuais. Pessoas ansiosas e com dificuldades de controle tendem a ficar mais ansiosas ou estressadas."

Para a psicóloga Bruna de Marchi, de Rio Preto, não existe o certo e o errado, tudo depende do que você fará com aquilo, um celular pode ser usado para o bem ou para o mal, não quer dizer que não é benéfico, mas a maneira usada é que pode ser prejudicial. "É indicado, sim, usar o celular para acompanhar rede social e conversar com pessoas queridas, mas tudo isso bem pensado. Existem aplicativos de meditação que ajudam a colocar em prática essa busca pelo equilíbrio."

Segundo Bruna, vários estudos já comprovaram que o uso exagerado dos smartphones colabora para desencadear e aumentar os níveis de ansiedade e depressão. Ela alerta que é importante se atentar a postura ao usar os aparelhos, pois a mensagem que o corpo envia para o cérebro colabora também para ele liberar hormônios que te deixem ou não se sentindo melhor. "Se for uma postura física inadequada irá influenciar negativamente na sua saúde física e também mental."

Os brasileiros ficam em média cinco horas por dia conectados. "É muito tempo investido na vida social de outras pessoas ou à espera de mensagens. As crianças são as principais 'vítimas' porque são influenciadas com facilidade e o cérebro ainda não está todo formado. Infelizmente já é aguardado que aumente o número de pessoas com dependência por smartphone e isso é por causa também do uso exagerado e inadequado que já existe com as crianças", alerta a psicóloga.

Se você fica o tempo todo checando se recebeu mensagens ou se algum amigo postou uma nova foto, saiba que esse comportamento poderá sim fazer muito mal. "Existem algumas dicas para auxiliar nesse controle, por exemplo: silenciar o celular, decidir como responder e o que é prioridade, dessa forma você passa a informação para o outro de como você lida com suas mensagens", recomenda a psicóloga Neide.

Agora, se você quer aproveitar a tecnologia para proporcionar bem-estar ao seu corpo e à sua mente, Neide explica que, aliado as técnicas de mindfulness (atenção plena), os aplicativos podem auxiliar no relaxamento guiado e a beneficiar a pessoa. "E o melhor: meditar não significa ficar horas sentado tentando não pensar em nada. Basta alguns minutos por dia. O que faz a diferença é prática diária", garante.

Coloque seu celular no modo silencioso e teste alguns dos aplicativos a seguir que prometem ajudar a meditar e a relaxar.

Conheça aplicativos para cuidar do seu bem-estar

Calm

O Calm, eleito em 2017 como o App do Ano pela Apple e Escolha dos Editores 2018 pelo Google, finalmente ganhou uma interface 100% em português. O aplicativo promete ajudar os usuários a meditar e a dormir. Segundo o desenvolvedor, o app está ajudando as pessoas a se sentirem menos estressadas e ansiosas, além de estarem dormindo melhor, por causa das meditações guiadas, histórias para dormir, programas de respiração e músicas relaxantes. Há uma versão gratuita e outra paga. Os conteúdos podem ser acessados por celulares, tablets e computadores.

Meditopia

Meditopia é um aplicativo que promete ajudar a se acalmar, diminuir o estresse, dormir bem e iniciar uma jornada de autoconhecimento. Oferece mais de 200 tipos de meditação e músicas. Uma das novidades do app é o blog em que o usuário pode acessar um conteúdo inspirador, informativo e sobre mindfulness por meio de podcasts, conteúdo escrito e em áudio. O app é gratuito, mas também oferece planos de assinatura mensal e anual que dão acesso a todo o conteúdo da plataforma. Disponível para Android e iOS.

Medite.se

O Medite.se ajuda a iniciar na meditação de forma simples. Feito por brasileiros, o Medite.se é narrado por Tadashi Kadamoto, um terapeuta que faz treinamentos comportamentos no instituto que leva seu nome. O aplicativo promete desmistificar a meditação. Tem visual simples e é dividido por seções. Como o app é como se você tivesse seu próprio personal trainer de meditação que ensina inclusive sobre a melhor postura para praticar a meditação.

5 minutos, Eu Medito

É um aplicativo criado para
lembrar você
da hora certa de meditar. Programe seu horário e controle seu tempo de meditação.
Assim você fica mais tranquilo e concentrado. Cinco minutos, a gente
faz muita coisa durante esse tempo: escova os dentes, tira o carro
da garagem, zapeia entre os
canais da TV, abre e fecha a
geladeira, espera um táxi, manda um e-mail. Milhares de tarefas comuns do nosso cotidiano acontecendo sem que a gente se dê conta. E se você parasse cinco minutos para não pensar em nada? Em nada, não: em você. Essa é a proposta do app, usar apenas cinco minutos do seu dia para meditar.

Headspace: Meditação e Mindfulness

O aplicativo foi desenvolvido para ajudar pessoas que querem meditar. O Headspace ensina a respirar, meditar e viver com atenção plena. Ele contém exercícios para ajudar a controlar a ansiedade, aliviar o estresse, melhorar a respiração e viver com mais felicidade, calma e concentração. Mesmo que você nunca tenha meditado, o curso básico gratuito ensina o essencial sobre meditação e atenção plena. No 'Adormecer com o Headspace', você vai encontrar meditações para dormir, músicas relaxantes, ruído branco e sleepcasts para guiar o seu descanso.

Editorias:
Comportamento
Compartilhe: