IMG-LOGO
Home Ambientes
Especial

Casa fresca: como harmonizar o ar-condicionado com a decoração

É possível ter o conforto térmico do ar-condicionado e manter a sofisticação do ambiente.

Jéssica Reis - 01/02/2020 00:10

A região de Rio Preto é quente, as temperaturas nesse período do ano chegam próximo aos 40º. Esse é um dos motivos que fez o ar-condicionado deixar de ser um item de 'luxo'. Hoje, o aparelho é indispensável para deixar o clima mais agradável. Mas você sabe como escolher, instalar ou ainda harmonizá-lo com a decoração? Segundo alguns profissionais, é possível ter o conforto térmico do ar-condicionado e manter a sofisticação do ambiente.

No mercado há vários modelos de ar-condicionado, um dos mais populares é o split. Segundo a arquiteta Stphanie Guidotti, de Rio Preto, nesse modelo há variações de design e cor, o que proporciona possibilidades para harmonizar com o ambiente. "Em meus projetos procuro deixá-los em paredes predominantemente neutras, para que ele não ser o destaque, bem como centralizá-lo nesta parede. A cor mais comum do split é o branco, que se torna uma tonalidade coringa na decoração, pois podemos harmonizar com os batentes, rodapés, gesso. Já paredes mais escuras, existe a opção do ar-condicionado em inox ou até mesmo elaborarmos alguma camuflagem para ele não ficar em evidência", explica.

Em relação a camuflagem, a arquiteta Carina Korman, da Korman Arquitetos, em São Paulo, explica que é possível pintar o aparelho para que fique mais discreto. Há modelos dutados que dicam dentro do forro e apenas a grelha fica aparente. "Também é possível escondê-los dentro de painéis que tenham aberturas para saída do ar (ripados de madeira, por exemplo)."

A arquiteta Nicole Bindella diz que as soluções para ocultar o ar-condicionado podem ser simples. "As dicas são evitar o contraste de cores entre parede e aparelho, que pode inclusive ser adesivado, desviar a atenção para objetos de decoração, fazer uso de prateleiras próximas do aparelho, ou mesmo encomendar um móvel planejado para embuti-lo, neste caso, deve-se tomar cuidado para que a saída de ar não seja obstruída", ensina.

Nicole também dá algumas dicas para escolher o ar-condicionado mais apropriado: para o cálculo da potência, avalia-se a metragem quadrada do ambiente, qual o período do dia que ele recebe incidência solar, a quantidade de equipamentos eletrônicos que possam gerar calor e números de usuários. "Definida a potência, observe a voltagem da rede e se o imóvel possui infraestrutura para instalação. Deve-se tomar cuidado para que nenhum móvel obstrua ou dificulte a saída do ar da unidade evaporadora ou a capacidade de refrigeração será prejudicada. É muito importante observar o consumo do aparelho antes da aquisição para não ter surpresas na conta de energia."

Em relação aos ambientes em que serão instalados os aparelhos, Stephanie diz que os mais comuns são quartos, salas, escritórios e área gourmet. "Para quem mora em apartamento e não tem o 'terraço técnico' (local onde ficam as condensadoras do ar-condicionado split), uma dica é investir no ar multi split, onde temos uma condensadora para vários aparelhos", explica a arquiteta.

Dicas para a instalação do ar-condicionado

Fique atento à capacidade do produto

A boa instalação do ar-condicionado é importante para o funcionamento de todo o sistema. Por isso, observar a capacidade do produto - medida em BTU (British Termal Unit, ou Unidade Térmica Britânica) - deve ser um dos primeiros passos do consumidor. Para climatizar um ambiente de 20m², por exemplo, um equipamento de 12 mil BTU/hora é recomendado. Vale lembrar que também é importante considerar o número de usuários do espaço, os demais aparelhos eletrônicos presentes no mesmo ambiente e fontes de calor, além da incidência de sol.

Escolha o melhor local para acomodação do aparelho

Em residências, os locais mais comuns para a instalação do ar-condicionado costumam ser os mais frequentados pelos moradores, como o quarto e a sala. Por isso, na hora da instalação é imprescindível avaliar muito bem o ambiente que receberá o produto. Prefira locais com superfícies livres de cortinas, persianas e demais elementos presentes na decoração que possam impedir a circulação do ar. No quarto, uma das melhores posições é instalar o aparelho sobre a cama; já na sala de estar, posicioná-lo logo acima do sofá e o mais centralizado possível para otimizar a refrigeração do espaço.

Antes de instalar, conheça a rede elétrica do seu escritório ou residência

Antes da compra e instalação do produto, ainda é preciso observar qual a tensão que o modelo escolhido necessita para entrar em funcionamento e qual a tensão disponível no ambiente em que o eletrodoméstico será instalado. Os modelos Split, por exemplo, aqueles formados pela evaporadora (responsável pela saída do ar no ambiente interno) e a condensadora (localizada na parte externa), geralmente exigem uma tensão de 220V. Uma boa pedida é solicitar que um eletricista verifique a rede elétrica do local antes de partir para a instalação do produto.

Conte com o apoio de mão de obra especializada

As particularidades dos equipamentos de ar-condicionado e os detalhes específicos de cada modelo ainda exigem o conhecimento de especialistas que saibam indicar qual é o mais adequado para cada local e perfil de uso. Os especialistas ainda podem ajudar a dimensionar a capacidade de acordo com o tamanho do ambiente e avaliar a quantidade de insolação que incide na casa, apartamento ou escritório, entre outras dúvidas dos usuários.

Fonte - Samsung

Editorias:
Ambientes
Compartilhe: