Na ponta da agulhaÍcone de fechar Fechar

Pets

Na ponta da agulha

Acupuntura é alternativa para tratamento de doenças em animais de estimação


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Na hora de tratar problemas de saúde, muita gente procura evitar métodos invasivos ou o uso excessivo de medicamentos. Nesse momento, uma das opções mais procuradas é a acupuntura, conjunto de técnicas milenares da medicina chinesa que, por meio da aplicação de agulhas em pontos predefinidos do corpo, os chamados "canais de energia", estimulam diferentes efeitos terapêuticos.

Se entre as pessoas a medicina alternativa tem se tornado cada vez mais comum, é natural que os pets também sintam essa transformação. A acupuntura veterinária está em alta no segmento pet e é cada vez mais indicada pelos clínicos e cirurgiões veterinários. Assim como em humanos, o tratamento visa a restabelecer o equilíbrio do organismo do paciente. É um método terapêutico que se baseia na estimulação de determinados pontos do corpo, a fim de restaurar e manter a saúde. Pode ser realizado em qualquer animal, incluindo gatos, cachorros, cavalos, aves e répteis.

Por se tratar de uma terapia segura, eficiente e de custo relativamente baixo, alguns tutores encontraram neste tratamento a oportunidade de tratar os animais de estimação de maneira menos invasiva e, por vezes, até sem o uso de medicamentos, desde que a orientação de suspensão seja feita por um veterinário.

A acupuntura é complementar ao tratamento e não mais alternativa como era chamada no passado, uma vez que remetia à ideia de que o tutor já havia tentado todo tipo de tratamento e nada havia dado certo. "Em muitos casos, o tratamento pode ser feito separadamente, mas em outros casos ela complementa o tratamento clínico", explica veterinária Natália Domingues Ceccato, especialista em acupuntura.

"Sempre que o animal tiver uma doença que o comprometa fisicamente ou que cause incômodos que interfiram em sua qualidade de vida, a acupuntura pode ser utilizada, muitas vezes, em conjunto com práticas da medicina ocidental, com o objetivo de melhorar a resposta ao tratamento convencional", explica o veterinário Jorge Morais.

É indicada para tratamento de doenças neurológicas, ortopédicas e oncológicas. As agulhas podem substituir os tratamentos e até mesmo cirurgias convencionais. "Em casos de doenças neuromusculares, problemas de coluna, distúrbios respiratórios, digestivos e sequelas de cinomose, a acupuntura veterinária é particularmente útil", afirma o veterinário Jorge Morais.

O método é indolor e também pode fazer uso de outros recursos, como ondas de calor, laser e cristais, que são utilizados para curar e aliviar sintomas. A milenar medicina chinesa também é indicada para aliviar dores e sintomas de doenças nos pets.

"Geralmente, os animais toleram bem a colocação das agulhas porque elas são bem fininhas, inclusive mais que as que são usadas para aplicar injeção", diz Natália Domingues Ceccato, especialista em acupuntura.

A acupuntura é indicada com o objetivo de melhorar a resposta ao tratamento convencional e, portanto, sempre que o animal possuir uma doença que o comprometa fisicamente e os resultados dos tratamentos clínicos não sejam satisfatórios, ela é indicada. "Há casos em que o animal não pode ser submetido ao risco cirúrgico, e o procedimento das agulhas pode ser uma saída", diz ainda Morais.

O tempo de resposta varia de animal para animal. Cada organismo é único, o que torna cada resposta diferente, mas, na maioria dos casos em que é indicada, é rápida. Não há contraindicação ou efeitos colaterais.

  • Problemas respiratórios
  • Distúrbios endócrinos
  • Doenças musculares
  • Problemas relacionados à estrutura óssea (displasia coxofemoral, artrite, artrose, hérnia de disco)
  • Doenças dermatológicas
  • Doenças relacionadas ao sistema gastrointestinal
  • Problemas neurológicos
  • Doenças urogenitais
  • Patologias oculares

Fonte: Fábio Toyota, veterinário