Prefeitura tem dez dias para explicar vazamentoÍcone de fechar Fechar

COLUNA DO DIÁRIO

Prefeitura tem dez dias para explicar vazamento

MP abre inquérito e cobra explicações sobre acidente na Represa Municipal de Rio Preto


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O promotor de Justiça Sérgio Clementino abriu inquérito nesta terça-feira, 7, para investigar vazamento de óleo que escorreu de massa asfáltica na Represa no dia 28 de dezembro. O material, utilizado em obra na rotatória da avenida Fernando Costa, a cargo da Constroeste, atingiu a Represa e mobilizou equipes da Prefeitura, da própria empresa e do Semae. Capivaras foram atingidas.

"Vou notificar o município, o Semae e a Cetesb [órgão do governo estadual] para que apresentem informações sobre o que ocorreu, quais eventuais danos e providências adotadas pelos órgãos", afirmou o promotor nesta terça. Eventual crime ambiental também será alvo de investigação. O inquérito trata da área de Meio Ambiente.

Clementino quer saber do Semae, por exemplo, se ocorreram problemas em captação de água. Da Cetesb, ele quer saber detalhes da composição e da quantidade do produto que foi parar na Represa. No dia do acidente, o Semae informou que o abastecimento não teria sido prejudicado. A Represa é responsável por cerca de 30% do abastecimento de água do município.

O promotor afirmou ainda que depois deve pedir informações detalhadas sobre a obra realizada pela Constroeste. "Neste primeiro momento, vou aguardar as justificativas sobre o acidente. Depois, podemos apurar as condições da obra", disse. O promotor resolveu abrir o inquérito com base em reportagem do Diário sobre o óleo na Represa.

No dia do acidente, o material químico foi retirado da Represa por caminhão do Semae. A Prefeitura afirma que notificou a Constroeste para apresentar justificativas sobre o ocorrido e que pode multar a empresa em R$ 7 mil. Ainda no dia do acidente, a construtora afirmou que "não ocorreu dano ambiental, conforme verificado no local e confirmado por técnicos da prefeitura".

"A Constroeste informou que na tarde de ontem (27 de dezembro), como não havia previsão de chuvas, aplicou imprimadura asfáltica em parte da rotatória da avenida Fernando Costa, onde está realizando obras de pavimentação para o município. Com a ocorrência de chuvas na madrugada, pequena quantidade de resíduos foi conduzida para a represa, concentrando-se em parte da margem esquerda do lago 2. Imediatamente, mobilizou e participou da limpeza e remoção da quantidade acumulada de resíduos", informou a empresa em nota no dia do acidente.

O acidente ocorreu num sábado. À tarde, funcionários da empresa colocaram terra no trecho da rotatória de onde o material escorreu para galeria que deságua na Represa.

Em nota, a Prefeitura informou que ainda não foi notificada pelo MP que irá "colaborar com as investigações". A Prefeitura não informa quantidade de material que atingiu a Represa, que também é considerado o cartão postal da cidade.

Segundo a Prefeitura, a empresa teria até esta terça para apresentar o "contraditório" sobre a ocorrência, o que não ocorreu, de acordo com o município. "Até o final do expediente às 17h do dia 07/01/2020, não chegou até a fiscalização do Meio Ambiente e Urbanismo nenhum requerimento/defesa por parte da empresa. Confirmada a ausência de protocolo com a manifestação da empresa, as providências cabíveis serão tomadas", afirmou o município, sem detalhar que providências.

Procurada por meio de sua assessoria, a Constroeste não respondeu nesta terça questionamento sobre a abertura do inquérito por parte do MP.

Frase

'Não vamos aceitar a votação dessa importância na Câmara a toque de caixa. Queremos saber se os vereadores vão querer prejudicar os servidores'

Carlos Henrique de Oliveira, sindicalista e conselheiro da Riopretoprev, sobre projeto que está senado elaborado pela Prefeitura que aumenta de 11% para 14% do salário a contribuição de funcionários públicos municipais de Rio Preto ao sistema próprio de previdência

Reprodução/Facebook

Pré-campanha no ar

O vereador Renato Pupo (PSD) divulgou no Facebook vídeo produzido, com o uso até de drone para filmar imagens aéreas, para divulgar a construção de uma Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) no bairro Luz da Esperança. Ele afirma que o prazo de construção era dezembro de 2019, mas está atrasada. "Tive informações que só será concluída em março. Espero que não passe disso", afirmou Pupo, que quer disputar a eleição para prefeito pelo PSDB. Ele afirma que a gravação foi feita com a ajuda de "amigos".

Roupa suja

Integrantes de diferentes facções do PSL de Rio Preto alguns inclusive já se desfiliaram lavaram roupa suja em grupo de WhatsApp denominado "Eleição em Rio Preto 2020". A troca de farpas envolveu até xingamentos entre representantes do ex-presidente da sigla Paulo Bassan e do atual coordenador da sigla, Marco Casale. Algumas mensagens à qual a Coluna teve acesso são impublicáveis.

Bandejão

O governador João Doria (PSDB) divulgou nas suas redes sociais que almoçou no refeitório do Palácio dos Bandeirantes neste ano ao lado de funcionários. O tucano (foto), no entanto, não escapa de alfinetadas, como de um internauta que perguntou se ele almoçava com o cacique do PSD Gilberto Kassab, licenciado do cargo de chefe da Casa Civil desde o início de 2019 com a justificativa de se defender de investigação da Polícia Federal.

Catanduva

O prefeito de Catanduva, Afonso Macchione (PSB), anunciou no Facebook a assinatura de convênios no valor de R$ 390 mil com entidades sociais que prestam serviços na área da Educação. "Por meio dessa parceria, contemplamos a Apae, Associação Paulo de Tarso, Lar da Criança Lola Zancaner e Educandário São José", escreveu o prefeito.

Divulgação

Do Amazonas

O Hospital de Base espera pelo governador do Amazonas, Wilson Miranda Lima (PSC). A visita, marcada para segunda, 12, é outra ação do departamento criado no hospital para captar recursos públicos por meio de emendas parlamentares e parcerias diretas com governos. "Vamos mostrar nosso serviço de cirurgia cardíaca pediátrica, que é uma necessidade do Estado dele", adianta a diretora administrativa do HB, Amália Tieco. O governador amazonense (foto) vem acompanhado do secretário de Saúde.

De Rondônia

O HB já recebe crianças de Rondônia, onde também há carência do mesmo serviço o Estado não dispõe, por exemplo, de equipamento de ressonância cardíaca. O acordo com Rondônia foi facilitado por uma deputada federal de lá, Silvia Cristina (PDT), que fez emendas ao Orçamento da União para ajudar no tratamento de crianças que precisam se locomover para outros Estados, como São Paulo. Nos casos mais graves, são transportadas de avião.

Solução caseira

Conforme a Coluna havia adiantado, o comando do Museu Silva ficou para Arthur Merlotti. Ele assessorava o ex-diretor Romildo Sant'Anna, que pediu o chapéu no final do ano.

O vereador Marco Rillo (PT) protocolou ofício no gabinete do prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), nesta terça, 7, com pedido de explicações sobre a perda de duas emendas de R$ 250 mil, de autoria do ex-deputado estadual João Paulo Rillo (PSOL). Os recursos seriam usados na compra de dois aparelhos de raio-X para as UPAs do Santo Antonio e Vila Toninho. O vereador questiona o fato de que Edinho entrou em contato com o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) para reaver verbas de indicações também no valor de R$ 500 mil feitas pelo ex-deputado estadual Orlando Bolçone (PSB) para a compra de equipamento do Parque Tecnológico (Partec) da cidade. "Dá a impressão de que ele não aceita emendas de quem pode enfrentá-lo na eleição", afirmou o petista, pai do ex-deputado. Edinho disse, pela assessoria, que não comentaria o assunto.

Tô fora - Único vereador do PSL, Jean Dornelas afirmou nesta terça-feira, 7, que se o partido decidir ter candidatura própria a prefeito em Rio Preto, aí que ele vai mesmo solicitar a desfiliação. Dornelas avalia que a legenda deve apoiar a reeleição do prefeito Edinho Araújo (MDB). Segundo o vereador, uma eventual candidatura a prefeito da sigla, como a do empresário Marco Casale, não se viabiliza.

Visitando o Mickey - Neste momento, a prioridade do vice-prefeito de Rio Preto, Eleuses Paiva (PSD), é ser avô. Ele afirmou à Coluna nesta terça, 7, que está na Disney, nos Estados Unidos. "Estou correndo atrás do neto. Acho que estou ficando velho", afirmou Eleuses, que só deve retornar à cidade daqui dez dias. Ele ocupa cargo cobiçado por diferentes partidos e políticos de olho na eleição de outubro.

Por aqui mesmo - Já o secretário de Governo, Jair Moretti, disse que descansa na praia em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. O secretário renova as baterias com energia solar. Ele volta ao trabalho com o fim do recesso legislativo, no próximo dia 20. E o governo passará por prova de fogo na Câmara com votações importantes, como é o caso da reforma da Previdência do município.

UPA na mira - O prefeito de Catanduva, Afonso Macchione (PSB), divulgou nota ontem na qual afirma que o município determinou fiscalização em UPA (Unidade de Pronto Atendimento) administrada em parceria com a Associação Mahatma Gandhi. Reclamações como demora em atendimento pipocaram nas redes sociais. Foi a partir daí que o prefeito determinou a fiscalização da Secretaria de Saúde.