Campeonato Paulista terá um "teste de popularidade"Ícone de fechar Fechar

ESPECIAL PAULISTÃO

Campeonato Paulista terá um "teste de popularidade"

Com times grandes na Libertadores, Paulistão testa popularidade. Palmeiras tem Luxemburgo que aposta na base. Desfalcado, São Paulo estreia no Morumbi


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Estadual mais forte do País com cinco clubes da Série A (Corinthians, Palmeiras, Bragantino, Santos e São Paulo) e quatro da Série B (Botafogo, Guarani, Oeste e Ponte Preta), o Campeonato Paulista terá um "teste de popularidade" em 2020. O torneio vai dividir a atenção com a Libertadores, que terá a presença dos quatro grandes pela primeira vez na história

O jogo de abertura do Paulistão será nesta quarta-feira entre Novorizontino e Oeste às 17 horas no Estádio Jorge Biasi, em Novo Horizonte. O Estadual vai até 26 de abril. Com a presença do Corinthians, a fase preliminar do torneio sul-americano começa em fevereiro. A fase de grupos tem jogos a partir de março com Palmeiras, Santos e São Paulo. Isso significa que as datas das competições estadual e do continental vão "bater". O planejamento da comissão técnica de cada clube vai definir se os titulares serão usados no dois torneios ou se haverá algum revezamento. "O foco já é pensar no Ituano, porque este negócio de Paulistinha não existe", afirmou Felipe Melo durante a disputa da Florida Cup, referindo-se à estreia do Palmeiras diante do time de Itu.

A premiação total do Paulistão é de R$ 11,79 milhões, incluindo a disputa do Troféu do Interior. Serão R$ 5 milhões para o campeão estadual; R$ 1,6 milhão para o vice e R$ 1 milhão para o terceiro colocado. Os valores são os mesmos do ano passado.

A atual edição será marcada pelas trocas do comando técnico. Três dos quatro grandes clubes do estado trocaram de técnico na virada do ano - só o São Paulo manteve Fernando Diniz. Os times apostam em novas ideias - o Santos trouxe o português Jesualdo Ferreira e o Corinthians promove um salto na carreira de Tiago Nunes - ou em experiências que já deram certo - Luxemburgo inicia sua quinta passagem pelo Palmeiras. Com pouco dinheiro em caixa, todos fizeram contratações pontuais. Atual tricampeão do Estadual, a equipe do Parque São Jorge inicia a busca pelo tetra liderado pelo meia-atacante Luan, ex-Grêmio, a grande contratação do clube na pré-temporada.

Os gigantes do Estado ganham a companhia do Bragantino, tradicional clube do interior que retornou à primeira divisão do Campeonato Brasileiro depois de 22 anos de ausência. O grande impulso foi a parceria com a multinacional Red Bull. O objetivo da empresa austríaca de bebidas é repetir em Bragança o sucesso que obteve em clubes de outros países. O time trocou oficialmente de nome - será o Red Bull Bragantino -, com novo escudo e até um uniforme vermelho.

A competição marca a volta da Inter de Limeira, campeã do torneio em 1986 e que não disputava a elite desde 2005 e também o retorno do Santo André, que estava ausente da primeira divisão desde 2018.

O torneio será mais enxuto. A mudança aconteceu após a CBF disponibilizar apenas 16 datas. O campeonato será interrompido na Data Fifa programada para março. Com isso, a próxima edição terá quartas de final e semifinais em jogos únicos. A decisão continua sendo com duas partidas. Pelo segundo ano consecutivo, a Federação Paulista de Futebol recorrerá à tecnologia para auxiliar a arbitragem nas decisões de campo. As imagens serão utilizadas a partir das quartas de final.

Com um longo jejum de 14 anos e desfalcado pelo atletas que servem a Seleção Brasileira do Pré-Olímpico - o rio-pretense Igor Gomes e Antony -, o São Paulo recebe o Água Santa nesta quarta-feira, 22, às 21h30, no seu primeiro desafio no Paulistão. A equipe comandada por Fernando Diniz não fez nenhuma contratação e irá apostar na base mantida.

E a noite será de comemoração. O zagueiro Bruno Alves completará 100 jogos pelo São Paulo contra o Água Santa. "Eu estava falando antes da coletiva que no Figueirense fiquei nove anos e demorei seis para completar 100 jogos. Aqui no São Paulo, em dois anos e meio, eu já estou fazendo o 100º jogo. Então dá para ver a evolução, e fico muito feliz com isso. Que venham mais e mais jogos com a camisa do São Paulo", celebrou.

Bruno Alves elogiou o trabalho do técnico Fernando Diniz durante a pré-temporada e comentou os ajustes que foram feitos na equipe. "A oscilação nos atrapalhou muito ano passado e a gente não conseguia colocar a intensidade que ele pedia. Não podemos mais confundir ter posse com ser moroso com a bola. Temos que ser mais agressivos para buscar o gol. Na pré-temporada a gente se cobrou muito para melhorar nossos problemas. O Diniz também cobrou ao extremo, mas nos abraçou. Ele vai recuperar cada jogador. Estamos todos fechados. Precisamos disso para brigar por títulos", afirmou. (AE)

Ficha Técnica

SÃO PAULO

Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Hernanes; Vítor Bueno, Helinho e Pablo. Técnico: Fernando Diniz.

ÁGUA SANTA

Giovanni; Luis Ricardo, Andrés (Walisson Maia), Naylhor e Wellington Reis; Fabrício (Abner), João Vitor e Pio; Tiago Marques (Dinei), Robinho (Luan Dias) e Felipe Azevedo. Técnico: Fernando Marchiori.

Árbitra: Edina Alves Batista. Local: estádio do Morumbi, em São Paulo, nesta quarta-feira, 22, às 21h30, com transmissão da Globo e pelo pay-per-view.

Retomando o posto de capitão do Corinthians, o goleiro Cássio assumiu o tom de liderança da equipe nesta terça-feira e deu recado aos rivais: "o Corinthians é o time a ser batido (no Campeonato Paulista)". O time estreará na quinta-feira, diante do Botafogo, na Arena Corinthians, em São Paulo.

"Não é pressão nenhuma, mas o Corinthians é o time a ser batido, é o atual campeão. No Brasileirão é o Flamengo. No Paulistão, somos o time a ser batido", reforçou o goleiro, que voltou a ser o capitão da equipe, agora sob o comando do técnico Tiago Nunes. "Vamos mostrar em campo com atitude, mostrar bem, começar com vitórias, ter crescimento, acertar e errar. Tivemos evolução entre os dois jogos (da Florida Cup, nos EUA).

Cássio também afirmou que se sente privilegiado por retomar a braçadeira de capitão. "Me sinto lisonjeado de ser o capitão, tive privilégio de já erguer títulos assim, mas tem vários líderes que poderiam, isso [a responsabilidade] se divide. Ninguém ganha nada sozinho no futebol, em sintonia tudo acontece. Fico lisonjeado, mas aqui dividimos a liderança."

Tiago Nunes já deixou claro que, em sua visão de time, o goleiro precisará ser mais participativo, jogando com os pés com mais frequência, algo que nunca foi a especialidade do goleiro corintiano. "O professor gosta que saia jogando, chegar uma boa de qualidade para o pessoal do meio. É uma maneira nova, fico feliz de fazer parte desta nova etapa. Nós, jogadores, queremos evoluir, queremos melhorar. Não vai ser do dia para noite, mas a gente acredita muito que vai dar certo. Estou muito feliz com esse novo estilo, espero agregar bastante para o time", disse o goleiro. (AE)

Com pouco menos de 15 dias de trabalho, o técnico português Jesualdo Ferreira já está dando a sua cara ao Santos. A estreia na temporada 2020 será na quinta-feira, 23, contra o Bragantino, na Vila Belmiro, pela rodada inaugural do Campeonato Paulista, e a expectativa é grande no clube. Mas o presidente José Carlos Peres pede paciência com o novo treinador, que substitui o argentino Jorge Sampaoli.

"A palavra é adaptação. Temos que estar conscientes de que ele está chegando agora", afirmou o dirigente, em entrevista coletiva nesta terça-feira, na Vila Belmiro, mencionando também a confiança no trabalho do português. "Quando o Sampaoli saiu, tínhamos a preocupação de dar sequência ao trabalho dele, com um futebol ofensivo. Pelo que percebo, esse trabalho vai continuar com um treinador experiente, que foi campeão em três continentes".

De acordo com Peres, Jesualdo ainda analisa o elenco do Santos antes de pedir contratações. Mas para o presidente do Santos uma reposição já é certa: a lateral-esquerda.

Com a saída do lateral-direito Victor Ferraz (para o Grêmio), do zagueiro Gustavo Henrique (no Flamengo) e do lateral-esquerdo Jorge (de volta ao Monaco, da França), três titulares do Santos na temporada passada, o clube procura por reposições para as posições e, principalmente, para a lateral, já que Felipe Jonatan é o único jogador para o setor em 2020. Até o momento, o Santos contratou apenas dois atletas: o lateral-direito Madson e o atacante Raniel. Ambos em trocas com Grêmio e São Paulo, respectivamente. (AE)

Pressionado a vencer o Paulistão depois de 11 anos, o Palmeiras estreia na competição nesta quarta-feira, 22, às 19h15, contra o Ituano, no estádio Novelli Júnior, em Itu. O último título foi em 2008, "há muito tempo", na avaliação do goleiro Weverton. "Ganhar o Campeonato Paulista é sempre muito bom, já faz um tempo [que não ganhamos], nos cobramos, falamos que é muito tempo, queremos ganhar. Vamos procurar fazer isso. Desde que o [Vanderlei] Luxemburgo pisou aqui, o primeiro papo com a gente foi que era importante começar largando bem. Então, estamos nos preparando para isso. A pressão vai existir sempre, jogamos em uma grande equipe, mas não pode ser pesada ao extremo."

O Palmeiras disputou o torneio amistoso Flórida Cup durante a pré-temporada e ficou com o título ao vencer o Atlético Nacional, da Colômbia, nos pênaltis (após empate sem gols) e o New York FC, dos Estados Unidos, por 2 a 1. "O elenco está pronto, não está em seu 100% em condição física, mas está preparado. Sei que com o passar do tempo, pontualmente, o Palmeiras vai contratar. As pessoas acham que têm que ser de uma hora para outra, mas temos aqui uma base campeã e chegou um grande treinador para nos ajudar. O Palmeiras está no caminho certo. Creio que os reforços vão chegar conforme a necessidade, mas não podemos esquecer que temos uma base campeã", disse Weverton. (AE)

Ficha Técnica

ITUANO

Rodrigo; Peri, Ricardo Silva, Gualberto e Choco; Lucas Otávio, Rigo e Fillipe Souto; Anderson Aquino, Keké e Bill. Técnico: Vinicius Bergantin.

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Victor Luis; Gabriel Menino, Ramires e Lucas Lima; Dudu, Raphael Veiga e Luiz Adriano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza. Local: estádio Novelli Júnior, em Itu, nesta quarta-feira, 22, às 19h15, com transmissão pelo sistema pay-per-view.