Artilheiro brilha e Mirassol vence o CAVÍcone de fechar Fechar

COPINHA

Artilheiro brilha e Mirassol vence o CAV

Com dois gols do artilheiro Felipe Micael, Mirassol vence o Votuporanguense, de virada, e avança à terceira fase da Copa São Paulo de Juniores, onde reencontra o Joinville-SC


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O Mirassol foi o único time da região a sobreviver na segunda fase da 51ª Copa São Paulo de Juniores. Na tarde deste sábado, 11, o time de Mário Henrique Rocha saiu atrás no marcador, mas contou com a estrela do atacante e artilheiro Felipe Micael para virar o jogo sobre o Votuporanguense por 2 a 1, e carimbar sua vaga na terceira fase, entre os 32 melhores times do torneio. O Leão da Araraquarense terá um reencontro com o Joinville, de Santa Catarina.

O camisa 9 Felipe Micael chegou ao seu oitavo gol na artilharia da Copinha. "Só tenho a agradecer a Deus, tenho feito um trabalho intenso nessa preparação e estou sendo feliz, e toda equipe está de parabéns", disse o artilheiro.

Mesmo estando em "casa" - fez os primeiros três jogos da Copinha na cidade de Bálsamo, o Mirassol foi pressionado no início da partida e o goleiro Hugo teve de trabalhar, primeiro no cabeceio em seu canto esquerdo, e em seguida quando parou o atacante André. O time de Votuporanga chegou ao gol aos 34 minutos. Na jogada de Thales pela direita, a bola foi cruzada na área, Eduardo não conseguiu fazer o corte e Israel apareceu para fuzilar no canto direito de Hugo, 1 a 0 para o CAV.

O Leão equilibrou a partida, em dois erros de saída da zaga, quase empatou. Numa delas, Felipe Micael tentou surpreender o goleiro do meio da rua, mas errou o alvo.

A parada para o intervalo fez bem ao Mirassol, que voltou com outra postura na etapa final, pressionando pelo empate. E conseguiu aos 5 minutos. Na bola lançada na grande área, a zaga afastou, Kauan se esforçou, evitou a saída e tocou para trás, onde Felipe Micael estava para empurrar para o fundo das redes, 1 a 1.

A virada veio noutro gol do artilheiro Felipe Micael. Ele saiu da área, recebeu a bola na intermediária, girou e de perna esquerda soltou uma bomba no canto direito alto de Zé Eduardo, 2 a 1.

O Mirassol soube se portar em campo após a virada, valorizando a posse de bola e criando outras oportunidades. A Pantera Alvinegra, por sua vez, se perdeu. Até teve uma chance com seu artilheiro André, mas parou no goleiro Hugo.

A partida contra o Joinville, que provavelmente será em Bálsamo, em dia e horário a serem definidos pela Federação Paulista de Futebol, será a chance de revanche do Leão, que na última rodada da primeira fase, na última quinta-feira, perdeu do rival por 3 a 2. "É uma equipe muito bem treinada, mostrou isso contra nós e vamos ter de estar preparado para todas as fases do jogo para surpreender", disse o técnico Mário Henrique Rocha.

VOTUPORANGUENSE - 1

Zé Eduardo; Maicon, Mateus Buiate, Diogo e Abraão Lincoln (Diego); Jair (David), Elber (Zé Henrique), Cauã, Thales e Israel (João Pedro); André. Técnico: Rainer Oliveira.

MIRASSOL - 2

Hugo; Vinicius, Ewerton, Lucas Santana e Frank; Eduardo, Lucas Vital (Lucas Silva) e Kauan (Gabriel Ramos); Danilo (João Arthur), Maurício (Luiz Fernando) e Felipe Micael. Técnico: Mário Henrique Rocha.

Gols: Israel aos 34 minutos do 1º tempo; Felipe Micael aos 5 e aos 21 minutos do 2º tempo. Árbitro: Paulo Cesar Francisco. Público: cerca de 2 mil pessoas. Local: estádio Manoel Francisco Ferreira, em Bálsamo, na tarde deste sábado, 11.

 

Thiago Carvalho/Novorizontino

O Grêmio Novorizontino também deu adeus à disputa da Copa São Paulo de Juniores. O time de Willian Sander fez uma partida equilibrada, até com uma certa superioridade ao Atlético-GO. Porém, não conseguiu marcar seu gol e foi surpreendido no final, sendo derrotado por 2 a 0. Os atacantes Índio e Riquelme fizeram os gols do time goiano.

"Futebol é isso. Ficou muito claro a estratégia de jogo do Atlético-GO, marcando baixo e tentando um contra-ataque, estávamos bem, quando tivemos a oportunidade tinha de fazer o gol, mas não fizemos", avaliou Willian Sander. "Eles no fim acharam uma bola e fizeram o gol."

Os gols saíram no final da partida. Aos 42 minutos, Luan Sales recebeu na direita da grande área e tocou para trás, para Índio bater de primeira e fazer 1 a 0 Dragão.

Em busca do empate a todo custo, o Tigre levou o segundo gol aos 51. Na cobrança do tiro de meta, a defesa vacilou e Riquelme ficou com a bola para bater na saída de João Vitor, 2 a 0. "É erguer a cabeça, como disse nossa equipe é jovem tínhamos só dois atletas com idade de último ano e a equipe deles tinha sete. Foi um jogo de alto nível estratégico", disse Sander.

O time de Goiano, pega agora o Botafogo, de Ribeirão Preto, que eliminou o Botafogo, do Rio de Janeiro, por 2 a 0. (OJ)

Ficha Técnica

NOVORIZONTINO - 0

João Vitor; Claudinei (Gabriel Neris), Adrian, Almeida (Vitor Hugo) e Mateus; Leonardo, Stênio (Zé Leandro), Daniel (Wenison) e Diego; Rômulo (Diogo) e Jackson (Pedro Mantovani). Técnico: Willian Sander.

ATLÉTICO-GO - 2

Gabriel Bernard; Luan Sales, Danilo Alves (Cristiann), Michel e Carlos Henrique; Ricardo Santos, Eduardo e Gabriel Pereira (Maurício); Marcão (Índio), Cristhyan (Ronald) e Riquelme. Técnico: Raphael Miranda.

Gols: Índio aos 43 e Riquelme aos 51 minutos do 2º tempo. Árbitro: José Guilherme Almeida e Souza. Público: cerca de 800 pessoas. Local: estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, na tarde deste sábado, 11.

 

Renan Contrera/Tanabi EC

O Tanabi vacilou nos acréscimos e está eliminado da 51ª Copa São Paulo de Juniores. O time de Ailton Modesto fez um duelo equilibrado contra o Joinville, de Santa Catarina, mas aos 48 minutos da etapa final levou um gol de cabeça em cobrança de escanteio, ponto fim ao sonho de chegar à terceira fase do maior torneio de base do Brasil.

O time de Santa Catarina até marcou com Wallisson no início da partida, mas o atacante completou com a mão para o gol o cruzamento da esquerda, e até por isso recebeu cartão amarelo. Apesar de jogar em casa, diante de sua torcida, o Índio da Noroeste sofreu no primeiro tempo, foi pressionado e por pouco não tomou o gol.

Na etapa final, igualou as ações do jogo, chegou com perigo diversas vezes, fazendo o goleiro Caio trabalhar. Nos acréscimos, porém, quando todo mundo acreditava que iria ter disputa de pênaltis no estádio Alberto Victolo, o zagueiro Yago marcou. Na cobrança de escanteio da direita, o capitão do JEC subiu para desviar para o canto alto direito de Fabão, 1 a 0 Joinville.

Resta ao Tanabi, comemorar sua histórica passagem à segunda fase do torneio. O Joinville vai pegar o Mirassol, em local e horário a serem definidos pela Federação Paulista de Futebol. (OJ)

Ficha Técnica

JOINVILLE - 1

Caio; Andre Luiz (Gabriel Sales), Guilherme, Yago e Matheus Marques (Gabriel Silva); Lucas Goes, André Melo (Isaac) e Danilo (Bruno); Marcos Brasion (Willian Silva), Chrystian e Wallisson (Edson). Técnico: Pedro Medeiros.

TANABI - 0

Fabão; Gedeon, Rodrigo, Luisão (Gustavo Índio) e Hudson; Guilherme, Natan, Vitinho (Ìtalo) e Bagé; Leonel (Caio) e Eric (Peterson). Técnico: Aílton Modesto.

Gol: Yago aos 47 minutos do 2º tempo. Árbitro: Silvio Renato Silveira. Público: cerca de 3 mil pessoas. Local: estádio Alberto Victolo, em Tanabi, na tarde deste sábado, 11.