Revelado em Taça das Favelas, Patrick de Paula festeja chanceÍcone de fechar Fechar
    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Há três anos, o volante Patrick de Paula, do Palmeiras, vivia uma realidade bem diferente. Nascido no Rio de Janeiro, ele tinha 18 anos, disputava a Taça das Favelas e campeonatos amadores até ser descoberto pelo clube alviverde para ser contratado pelas categorias de base. Após se destacar e ganhar títulos em competições sub-20, ele foi promovido ao elenco profissional em 2020 e chega à nova etapa da carreira motivado para continuar na ascendente.

Patrick vai completar 21 anos em setembro e viverá uma das temporadas mais decisivas como jogador ao lado de outros antigos colegas da base. O Palmeiras promoveu diversos garotos como o lateral Lucas Esteves, o atacante Wesley Ribeiro e o volante Gabriel Menino. Ao todo serão nove.

A capacidade de Patrick de Paula foi reconhecida até pelo técnico Vanderlei Luxemburgo. No ano passado, pelo Brasileiro Sub-20, o palmeirense fez gol em um jogo contra o Vasco, equipe que na época era dirigida pelo treinador. "Ele brincou comigo quando eu cheguei porque eu fiz gol no ex-time dele. Fico feliz por trabalhar com um treinador que já ganhou muitos títulos e tem história no futebol brasileiro. Será muito bom aprender com ele", disse o volante.

No Rio de Janeiro, Patrick jogava como meia e chamava a atenção pela força, polivalência e precisão nas bolas paradas. Depois de se juntar ao Palmeiras, acumulou títulos na base: ganhou o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista, todos no sub-20. No ano passado, o jogador integrou um treino da seleção brasileira principal na Academia de Futebol, em junho, durante a Copa América.